A Morte de Moisés Download PDF

O Livro de Josué – Parte 2

A Morte de Moisés

“A Morte De Moisés”

By: Ir.Rosendo

Tabernáculo Doutrina da mensagem

 

01-       Efésios capítulo um, versículo onze, onde está escrito assim na palavra de Deus:

            Nele digo, em quem também fomos feitos herança, havendo sidos predestinados conforme o propósito daquele que faz todas as coisas, segundo o conselho da Sua vontade. Amém.

 02-       Senhor, nós temos lido esta porção da Tua Palavra, e estamos aqui mais uma vez colocados diante de Ti, sabendo que Tu estás presente. Prometeste estar conosco todos os dias, até a consumação dos séculos. E nestes últimos dias, neste tempo final Tu tens vindo de uma forma maravilhosa, trazendo a Revelação de Ti mesmo, assim como Gabriel veio para Daniel, o Senhor mesmo, Jeová Elohim, o Espírito Santo, tem vindo para tratar conosco, e nós estamos Te agradecendo neste instante por isto, e damos boas vindas a este Espírito que traz para nós a Palavra, e vem à nós através da Palavra.[1]

 03-       Modifica-nos, Senhor, e inspira os nossos desejos. E que este ambiente, nesse instante, seja cheio de Tua Glória, seja cheio do parecer do Senhor, dos pensamentos Teus, dos pensamentos que vêm do alto, daquilo que é Teu, daquilo que é próprio do Senhor, da Tua Justiça, do vivo e reto caminho, e que nós possamos ser inundados por esta Luz, por este conhecimento, por este esclarecimento que tem vindo do céu, descendo do Pai das Luzes, para nos fazer também filhos da Luz. No nome de Jesus, nós Te pedimos e Te agradecemos. Amém. Amém. Assentai-vos.

 04-       Nós vamos continuar onde encerramos no culto anterior. E naquele culto, nós demos uma introdução ao Livro de Josué, pois o profeta disse que o livro de Josué é o livro de redenção do Antigo Testamento. E no Novo Testamento é o livro de Efésios para nós.

        Adoção 1 – Confronto de Efésios com Josué – 15/05/1960 – §  34,35 – Agora, o Livro de Efésios, como eu estava dizendo, eu… na minha opinião, é um dos maiores Livros do Novo Testamento. Ele nos dirige sempre para frente. O Calvinismo corre por um galho, os Arminianistas correm para outro galho, mas o Livro de Efésios nos ajunta e nos coloca na posição da Igreja. Agora, tenho tipificado isto com Josué. Se você observou, Israel foi trazido fora do Egito e há três estágios de sua viagem. Um estágio, foi a saída do Egito. O estágio seguinte foi o deserto. E o outro estágio foi Canaã.

 05-       Isto, à medida que o tempo passa, e à medida que nós vamos aprendendo, isto vai ganhando… Vamos dizer assim, forma, vai tomando forma na nossa mente, nos nossos corações. E nós vamos a cada dia entendendo mais como foi este Plano Divino, como Ele arquitetou tudo desde antes da fundação do mundo e, como foi dito aqui no Livro de Efésios, Ele nos predestinou para isto e teve um propósito nisto. E este propósito não é para alegrar a quem quer que seja, não é para alegrar a mim nem a você, não é para deixar ninguém “contentinho” (não é?), “contentinho” porque Deus fez assim. O propósito é para o louvor de sua Glória, é para o Seu prazer, foi pelo conselho de Sua vontade, e tudo mais. E nós temos vários quadros que William Branham pintou para nós enquanto pregava a mensagem. E nós, quando pegamos todos esse quadros, nós os vemos em um todo, como um; todos formam um quadro só. Isto vai de eternidade a eternidade.

 06-       E onde nós paramos, na introdução que nós fizemos sobre o livro de Josué eu vou continuar nesse culto mais um pouquinho, lendo alguma coisa que o mensageiro nos trouxe quanto a esses assuntos. E neste culto (já que passaremos da introdução para algo, vamos dizer assim, mais dentro do que queremos mostrar nessa série), falaremos um pouco sobre a morte de Moisés.

 07-       Na mensagem “Voltando Ao Norte” (foi à última que nós lemos no outro culto), o profeta de Deus disse:

Nem tão pouco as denominações. Nenhuma denominação jamais levará a Igreja de Deus para o outro lado…

Vocês lembram que foi esta a última citação que nós lemos. A denominação… Nenhuma denominação jamais levará a Igreja de Deus para o outro lado. Que outro lado é esse que estamos falando? O outro lado do Jordão. O que significa Jordão? Fazer morrer a si mesmo. E então nós aprendemos que é neste ponto (na travessia do Jordão) que a turma empaca de uma lado, e não passa de jeito nenhum. As pessoas não querem ir, a juventude não quer ir, os pregadores não querem ir, os pastores não querem passar, porque não querem deixar de lado os seus próprios pensamentos, suas maneiras de pensar; “trabalhei até assim, não vou mudar; cri desse jeito desde que vim pra essa mensagem, por que vou mudar agora? Nasci católico, morro católico; nasci espírita, morro espírita”; é a mesma coisa! Entendeu? É a mesma coisa! “Não, eu sempre trabalhei assim, agora não vou querer mudar isto, não aceito conselho”, porque a pessoa tem seu próprio eco, sua própria maneira, tem seu próprio jeito de fazer. Resultado, não morre, não consegue morrer para si mesmo, para que a vontade de Deus, a perfeita, o centro da sua vontade (vamos dizer assim) possa se cumprir em sua vida.

 08-       As pessoas se amarram do lado de cá do Jordão, mesmo que essa caminhada tenha sido sob o Pilar de Fogo. O Pilar de Fogo os estava levando naquela jornada, naquela caminhada, mudando-os, orientando-os, e foi durante essa caminhada que eles mostraram o que eram, muitos deles fazendo “birra”, se levantando contra o profeta, se levantando contra a Palavra, e reclamava de uma coisa, reclamava de outra, e quando Deus mandava benção: “Glória a Deus por isso”, mas daqui a pouco esqueciam de tudo aquilo que Deus fez, voltavam à mesma velha vida. E cada um foi morrendo, morrendo, morrendo, e só restaram aqueles que estavam prontos para fazerem morrer a si mesmos, e a estes Deus disse: Josué, levanta-te agora… Levanta-te agora e pega todo esse povo e atravessa com eles o Jordão; quer dizer, este povo agora vai atravessar o Jordão, eles já nasceram pra isso, e os outros nasceram apenas para os gerar pelo deserto. Então, é complicado você pensar nesses termos.

 09-       Mas agora você sabe que o sistema, a denominação foi usada para isto, para que restasse você, para que você saísse disso. E também a primeira… Vamos dizer assim, os primeiros rudimentos desta mensagem foram também como um sistema protetor, como uma casca, que também te envolveu, que te cobriu, e você veio de entendimento em entendimento, de etapa em etapa, até que agora você vai olhar para muitas partes que, quando você veio para a mensagem, você achava que aquilo era o tudo, era o final de tudo, e você descobre que era mais uma pelezinha, uma cascazinha que te cobria, e chegou o momento de romper aquela casca, e você sair do jeito que foi o original, a semente original. Quando eu digo “você sair”, é aquilo que foi semeado em você, que tem que brotar a semente da vida, que é a semente da Palavra. Viu?

 10-       Pois bem, você já sabe que denominação, sistema denominacional, pensamento denominacional… Não importa de fora ou dentro da mensagem, pois às vezes têm muitos sistemas dentro da mensagem que não passam de sistemas denominacionais. Formas de agir, maneiras e conduzir o povo, maneira de trabalhar com as pessoas, aquilo é o mesmo espírito que atacou tais pessoas na denominação e acompanhou-os para dentro da mensagem para trabalhar dentro, para fermentar a massa dentro da mensagem. E é contra isso que nós também estamos lutando. Pois temos que batalhar por esta revelação, por esta fé, pois, quando ela foi entregue aos santos era uma fé pura, era uma Palavra genuína. Então nós temos que lutar por isso, por estas coisas.

 11-       Então o profeta continua dizendo aqui: Certamente que sim. Eles cometem um erro fatal quanto a estas coisas, ou seja, quando tomam o denominacionalismo em lugar da Graça de Deus... O irmão Branham pregou isso na mensagem “Voltando Ao Norte”.

 12-       Na mensagem “Como Fui Com Moisés…”, no parágrafo quarenta e quatro ao quarenta e seis, o profeta do Senhor nos ensinou isto, olha: Agora, há muitos tipos grandes aqui nos quais poderíamos entrar. Mas omitiremos alguns deles... (eu disse para vocês que seriam meses de ensinamento dentro do livro de Josué)… Por exemplo, Moisés foi a Era da Igreja que os levou do Sinai... Observe isto aqui. São tipos, que William Branham disse: Temos muitos tipos. São vários quadros que você imagina, que você pensa sobre aquilo que o profeta falou, e você tem que depois formar o quadro completo com isto aqui, pois ele falou isto em partes.

 13-       Veja bem: Omitiremos alguns deles, por exemplo, Moisés foi a Era da Igreja que os levou do Sinai; a sua teologia, do qual falamos à noite… Ele já tinha pregado alguma coisa à esse respeito. Então, o ensinamento que Moisés trouxe conseguiu levar o povo do Sinai (do monte Sinai) sobre o ensino sobre Deus – teologia, o estudo sobre Deus, a lei, e todas aquelas coisas – e caminhou com aquelas pessoas, dando os mandamentos, as oblações, as proibições, e foi guiando o povo. Aquilo era uma casca que estava protegendo a semente, e com aquilo ele foi guiando o povo durante aqueles quarenta anos que vocês conhecem tão bem, lendo o Antigo Testamento. Mas, lembrem-se disso, o que Moisés representa? A Era da Igreja; a Era.

 14-       A Moisés não se lhe permitiu levar os filhos de Israel à terra prometida. Bem, se Moisés representa a Era da Igreja, então você vai descobrir que o pensamento inicial do ensino da mensagem do tempo do fim, quando as pessoas vem, e elas aprendem primeiro sobre o batismo, que Deus enviou um profeta, e que isto é aquilo, e tantas coisas. Isto não te leva nunca… Isto não vai te levar à perfeição, pois têm muitas pessoas que têm profeta, e têm… Basta dar uma profecia, ter um dom de profecia que eles já dizem que tem profeta na igreja.

 15-       Então, o batismo em nome de Jesus Cristo, muitas denominações também batizam assim, e tantas outras coisas que você vai descobrindo que, realmente eram os rudimentos, era o iniciozinho, e estas coisas não te levarão para o outro lado, é apenas um processo, por isso você não pode ficar na primeira fase, apenas no batismo, e apenas tendo uma vida até mesmo santificada. Você não pode ficar simplesmente nisso, você tem que prosseguir muito mais, tem que seguir muito mais adiante, pois tem mais coisas pela frente. Pois, Moisés não conseguiu levar o povo para o outro lado, o que ele recebeu, a comissão que ele tinha, apenas conduziu o povo do monte Sinai, os tirou do Egito, os levou para o Sinai, para adorar a Deus.

 16-       E, quando isto veio, quando veio esta mensagem dentro da Era de Laodicéia, isto fez a mesma coisa, tirou o povo da denominação e os levou para o monte Sinai: um encontro com Deus, para ouvir a voz de Deus. E ali o povo percebeu que não tinha capacidade de aprender direto com Deus, teria que ouvir do profeta. Isto foi muito bom, este reconhecimento mas chega um momento que isto também deixa de valer. Deixa de valer, pois se chega o momento da semente mostrar, da Palavra gerar os filhos da Palavra, os filhos da revelação do dia. E, quando isso acontece, então isso já está depois de Laodicéia, isto já está depois das Eras. E o trabalho que Moisés fez, até mesmo o trabalho que o mensageiro de Deus fez, o profeta de Deus realizou, aquilo foi com um propósito, e durante uma parte, uma etapa dentro desse ministério que viria no tempo final, no tempo da Luz do entardecer. Então, chega o momento que Moisés tem que morrer. Moisés precisa morrer, por quê? Devido a que ele havia falhado. Você vai aprender muito, viu, com estas coisas.

 17-       Então ele continua:

E a Igreja organizada, a denominação, tem falhado. Elas não cruzaram a Igreja para o outro lado… Eles não conseguem levar a Igreja para o outro lado. Deus levantará um sistema novo, um sistema inter-denominacional…”.

É um sistema que não estará ligado a nenhum grupo, não pode estar ligado a nenhum companheirismo, não estará ligado a nenhum ministério em particular deste ou daquele. É um trabalho feito no meio de todos, recolhendo dentre todos, pois é no tempo em que a grande rede é lançada para recolher, e neste recolhimento vem todos juntos, ou de vários tipos, mas só serão escolhidos e levados no cesto somente os peixes bons… Só os peixes bons. [Mateus 13:47] Pois bem, vocês estão me acompanhando aqui?

 18-       Observem: Deus levantará um sistema novo, um sistema inter-denominacional pelo poder de Deus que levará a Igreja à terra prometida… E você sabe que a terra prometida é o Espírito Santo, e é por isso que a doutrina de Cristo… Não se conforma (que prega a doutrina de Cristo, a doutrina da mensagem), não se conforma com o grande aprendizado que se teve até agora na mensagem.

 19-       O ensinamento da doutrina te leva para algo mais além, para algo mais profundo, te mostra a profundeza de Deus nesta grande simplicidade, onde Ele se manifestou nesses últimos dias. E mostra para você que, todo esse aprendizado que você teve, e os bons cultos que nós tivemos, e os bons ensinamentos que tivemos, isto foi o que teve Israel durante a caminhada dos quarenta anos pelo deserto. E agora chega-se o momento que você terá que fazer morrer a si mesmo, caso contrário não possuirá a terra da promessa.

 20-       Então, o irmão Branham continua aqui:

As organizações e denominações têm se enredado tudo. Está tudo enredado! Cada uma andando atrás de sua própria teologia, cada uma andando atrás de sua própria maneira de pensar. Mas Deus tomará Seu santo Espírito e levantará a Seus Josués, que levarão a Igreja à promessa. Amém.

 21-       Então será, outra vez, ministério como foi o ministério de Josué. Outra vez o ministério de Josué. E o ministério de Josué é diferente do ministério de Moisés, é o ministério que vem depois de Moisés. É um trabalho realizado já em um patamar a mais, não que seja maior, mas o nível é outro. O nível é outro porque durante o tempo da mensagem (ou da pregação de Moisés), ele estava tirando o povo de um lugar para outro. Mas, o ministério de Josué é para fazer com que o povo possua a promessa, ou a terra da promessa, ou o prêmio pelo qual eles lutaram por tanto tempo.

 22-       Quando você foi chamado da denominação, do sistema do homem, para vir para a Palavra, te foi prometido algo:

Arrependei-vos, e cada um de vós sejas batizados, em nome do Senhor Jesus Cristo, para perdão dos pecados, e recebereis o dom do Espírito Santo, está tratando aqui do próprio Doador.

 23-       Então, você saiu da denominação, e aceitou o batismo correto, e a Palavra pregada da forma bíblica, pois você queria, desejava o Espírito Santo, pois você sabe que é a única terra que pode manar leite e mel. Então você vê todo esse processo. Pois bem, agora tem chegado já o tempo onde é mostrado o seu lugar e a sua posição, para que você possua este lugar, este ambiente, esta posição, pela qual você esperou, lutou e batalhou, deixou tudo de lado para chegar até aqui. Amém.

 24-       Pois bem, vamos continuar:

Deus tomará o Seu santo Espírito e levantará a Seus Josués, que levarão a Igreja à promessa, sem estar amarrado por nenhuma corda denominacional”.

Não terá ninguém pra dizer: “Mas, escuta, quem toma conta disso? Quem é o líder? Quem é “o” cabeça? Quem é o chefe? Quem é que manda? Quem é que cuida? Quem dá as ordens? Quem diz o que fazer ou o que não fazer?”. William Branham disse que o Espírito Santo levantará homens como Josué, e eles farão isto sem estarem amarrados por nenhuma corda denominacional; estarão livres, pois foram libertados pela Palavra.

 25-       Continuando a leitura:

Mas, Ele tomará controle sobre Sua Igreja. Moisés havia falhado. Ele foi o que trouxe a lei, mas Josué foi chamado para a graça (ou pela graça) e ele levou a Igreja para adiante.

Amém. A Igreja não pode ficar parada. Isto que eu acabei de ler para vocês está na mensagem “Como Fui Com Moisés, Assim Serei Contigo”, entre os parágrafos quarenta e quatro ao quarenta e seis.

 26-       Bem, na mensagem “Israel E A Igreja”, na página noventa e nove da mensagem em inglês. “Israel E A Igreja”:

Essa é a razão nesta noite, ao estudar este êxodo, este êxodo da Igreja, e eu creio que estamos novamente em um êxodo...(em uma saída)…

Eu creio que Moisés, sendo um tipo perfeito da Igreja organizada que falhou com Deus…

Moisés é um tipo da Igreja organizada que falhou com Deus. Por que falhou? Porque, de alguma forma, chegou a abraçar aquilo de um jeito que ficou… Como diria, meu Deus do céu? Como se houvesse tido um comprometimento; um comprometimento entre as pessoas, entre eles, entre os que levaram esta mensagem dentro do ministério Moisés. Apenas: “vamos, gente, denominação não presta; vamos, vocês têm que vir para a mensagem do dia”; a vamos, e vamos, e vamos… Houve um apego entre si, entre uns e os outros, entre eles e o povo, alguma coisa assim, que eles saíram da linha que deveriam andar. Foi assim que aconteceu com Moisés.

 27-       Então, William Branham continua:

E Josué sendo o novo líder, representa a Igreja com todas as suas faltas para Deus, é porque ela veio dessa forma..”

Chegou a… Por isso que muitos chegam a dizer assim: “escuta, mas o povo da mensagem parece que, entre eles está tão complicado como lá na denominação”; isto é um processo que arrastou e trouxe até aí. Então, por isso que Deus precisa de um novo líder, um Josué, para que pegue o povo nessa situação e diga à eles o que é que eles têm que fazer: façam morrer a si mesmos, atravessem o Jordão, e tudo o que vocês aprenderam, a foram que aprenderam, todo enredo que vocês adquiriram nessa caminhada tem que ser deixado do outro lado do Jordão. Vêem por que precisa disso?

 28-       Bem, na mensagem “As Instruções Do Anjo Gabriel Para Daniel”, no parágrafo noventa e oito o profeta disse:

Há uma velha geração Pentecostal que se levantou faz quarenta anos; eram chamados os “velhos combatentes”. Eles se organizaram, bateram, e pelejaram desde o Monte Horebe e Nebo,…”

 Toda a trajetória de Moisés foi esta, entre o monte Orebe (que é o monte Sinai) e o monte Nebo. O que é que foi feito no monte Orebe, ou no monte Sinai? Recebeu-se a Palavra, recebeu-se a lei, se falou com Deus, se ouviu a voz de Deus. E, dali por diante, toda caminhada: monte Nebo, onde Moisés morre. Apenas isso. Veja só.        

… em toda jornada. Mas, por fim, temos chegado ao rio agora. Ele vai levantar uma nova geraçãoUma nova geração. Pois bem, essa nova geração que se levanta, não será vista pela geração, não será vista com bons olhos pela geração antiga. E, esta geração antiga, você não vai ver os montes dela… Os montes de areia por cima, pois vocês sabem que aquilo era apenas um tipo para hoje. Esses que ficaram pelo deserto, esses que se enveredaram por sistemas humanos… Sistemas são pensamentos; uma pessoa, uma pessoa, única, pode se tornar uma denominação, ela algema a si mesma, algema seu próprio cérebro sua própria mente, se torna cega desprovida, de torna uma miserável, pois falta-lhe a Graça para enxergar as coisas, falta colírio para ver o que realmente Deus está fazendo. “Oh, mas… Glória a Deus! Mas eu sou, mas eu sou, mas eu sou, mas eu sou”, mas não viu que a Coluna de Fogo seguiu adiante, o deixou para trás, por isso não conseguiu avançar no seu entendimento, no seu aprendizado. Tudo isso!

 29 –      Essa nova geração que se levanta, é esta nova geração, ou estes remanescentes, são os que viram os exemplos. Eles puderam ver, por pequenos que fossem, por bebês que foram (pois nasceram durante o deserto), não tinham tanta experiência, muitos deles nem se quer viram o mar vermelho, não viram aquela maravilha apenas ouviram contar mas, no entanto creram verdadeiramente e viram cada vez que houve uma rebelião contra a mensagem, contra a forma que foi ensinado, contra Moisés, contra o profeta; e esta nova geração toma aquilo como exemplo e diz: “eu já não vou fazer assim”. A nova geração de pregadores diz: “eu não vou agir como estes ‘dinossauros’ da mensagem”, que construíram impérios para si, construíram nome fama popularidade, e não querem, de forma nenhuma mudar suas formas de pensar para obter todo ensinamento que o profeta trouxe, que o profeta revelou. Então, a nova geração diz: “eu não faço daquela forma, eu não posso agira daquele jeito”, porque temos suficientes exemplos que provam, que mostram que daquela forma está errado, que daquela forma não se cruza o Jordão.

 30-       Vamos continuar lendo “As Instruções Do Anjo Gabriel A Daniel”:

“ele vai levantar uma nova geração sob o comando de Josué…”.Agora, você já sabe quem é Josué que comanda, que… É este comandante. Este Josué aqui, comandante, já não é mais o profeta, este Josué comandante é o próprio Espírito Santo que veio para colocar a Igreja na sua posição. Por isso, para você tomar posse da promessa (que é Ele mesmo, o Espírito Santo), você tem que morrer a si mesmo, fazer morrer a si mesmo. Você tem que morrer para poder ser vivificado, para poder nascer, para poder obter esse novo nascimento. E este novo nascimento vem através de uma revelação, e é da água e do Espírito. E como você recebe o Espírito? É através da Palavra, através da Palavra, através da Palavra.

 31-       Pois bem, uma nova geração sobre… Ao mando, sob os cuidados de Josué

que os vai levar a cruzar ao outro lado. A lei falhou, Moisés saiu com ela; Moisés falhou, e Josué os passou para o outro lado...” Agora você poderia dizer: “vê, então Moisés não presta pra nada, então… puxa, que perda de tempo”, não senhores! Eles… Josué nunca teria assumido, nunca teria o ministério de Josué lá na frente se não houvesse o ministério de Moisés para trazer o povo até aqui, e Josué continuar dali por diante. Pense bem nisso, viu? Por isso que dali por diante sempre a lei de Moisés sempre era lida para as pessoas da congregação.

 32-       Nós nos temos dado conta que a organização tem falhado, mas o Espírito de Deus... Veja isto, viu. Observe, eu vou repetir para vocês com muito cuidado:

Nós nos temos dado conta que as organizações têm falhado, mas o Espírito de Deus... (então ele diz) Josué… A palavra Josué significa: Jesus, nosso salvador. Veja. Então continua:

O Espírito Santo se porá no meio do povo

Quem é Josué? [um irmão diz: O Espírito Santo – Ed.] O Espírito Santo. O que é que Ele faz? Ele dá continuidade, porque aquele que trouxe até aqui, nesse sistema houve falha… Houve falha porque tinha um homem (mesmo ungido por Deus, direcionado por Deus), tinha um homem na frente comandando, falando, e tudo mais, mesmo sendo a voz de Deus, e por isso houve falha, pois era Deus usando ali aquele homem e, num momento ou outro, diferentemente de Jesus Cristo (pois o Senhor Jesus em tudo foi tentado, mas sem pecar), então no trabalho que Ele fez não poderia haver falha, porque Deus estava trabalhando em plenitude. Mas, com o homem é diferente, e o homem tem que ser humilde e dizer: “olhe, isto é parecer meu, não de Deus; isto sou eu que estou falando, não Deus”, como falava Paulo. Quando era o Assim Diz O Senhor, Paulo dizia: “Isto é o Senhor quem fala, e não eu”, mas quando era um pensamento pessoal dele, o que ele achava correto sobre determinada coisa, ele teve a humildade de dizer: “é um pensamento meu, isto é uma previsão minha, isto é o que eu vejo”, para que as pessoas não tivessem a sua, vamos dizer assim… O seu conceito, ou o que ele achava como o Assim Diz O Senhor, pois Paulo sabia que o homem… O homem falhava, o homem era falho. Por isso William Branham dizia: “Eu sou cheio de falhas, mas a Palavra não tem falhas”. Não tem falhas, não há falhas na Palavra. Vêem?

 33-       Pois bem, continuando aqui. Como o homem tem falhas? Como o homem falha no seu trabalho? Mesmo quando está fazendo um trabalho para Deus, o homem comete falhas e, estas falhas que o homem comete, o povo (o povo) por não entender a posição do homem, endeusa aquele homem e o tem como o próprio Deus, a ponto de que qualquer espirro, eles terem como o Assim Diz O Senhor. E aproveitam-se das falhas daquele homem… E então seguem adiante, e a coisa… Olha, e a coisa… Como diz um amado irmão, a coisa fica feia, a coisa fede (como dizem).

 34-       Então, por causa disso… Por causa disso, o ministério de Moisés, o ministério do homem, o que o homem acha que pode fazer, que deve fazer para ajudar o povo, e tudo mais; tudo isso falha! Tudo isso falha! Por isso, esta etapa do ministério da Palavra, quando proclama o povo para cruzar o Jordão (que quer dizer fazer morrer a si mesmo), isto vem… Como disse Paulo: transformai-vos pela renovação do vosso entendimento. Então, o nosso entendimento tem que ser renovado, para que o entendimento de Deus mesmo venha sobre nós, venha sobre as nossas vidas, caso contrário será sempre você fazendo e trabalhando, e Deus ficando lá para trás, Deus não tendo a preeminência.

 35-       Então, observe o que está nessa mensagem que nós estamos lendo aqui: “As Instruções Do Anjo Gabriel A Daniel”: Nós nos temos dado conta de que as organizações têm falhado, mas o Espírito de Deus, Josué… A palavra Josué significa: Jesus, nosso salvador...Agora, se você sabe quem é Jesus e Quem é que salva, Quem é que cura, então você sabe do que o profeta está falando. Você tem que ter muito cuidado com isso.

 36-       Então ele continua:

O Espírito Santo se porá no meio do povo e preparará a Noiva para ir para o outro lado do Jordão. Quem é que leva a Igreja para o outro lado do Jordão? O Espírito Santo, e aqui ele diz que Este é o nosso Josué. Este é o nosso Josué. Então, observe o quanto que as pessoas não… Por não conhecerem a mensagem, ou por não terem os quadros que montam o completo… Ou por não saberem o quebra-cabeças, ou quantas pelas faltam para completar, muitos disseram… Porque leram em “A Era De Pérgamo” William Branham dizendo: Josué significa o Líder do último dia, e Calebe representa os que permanecem fieis ao lado de Josué. Então, eles acharam que Josué era William Branham, e Calebe os irmãos que cressem na mensagem dele. Totalmente ao contrário! Totalmente ao contrário!

 37 – Josué representa O Líder do último dia, e esse Líder que viria no último dia, já é depois de William Branham, e ele apontou Este como O Mensageiro, Cristo, o Espírito Santo, o Anjo Forte que desce do céu. Por isso ele traz o Livro aberto, a revelação de Si Mesmo; para que irmão Branham? Para isto, olhe:

o Espírito Santo se porá no meio do povo e preparará a Noiva para ir-se para o outro lado. Isso é muito gostoso! Nós poderíamos ficar muito tempo apenas com esta mensagem aqui, porque então você vê tudo o que temos ensinado sobre o Pilar de Fogo, sobre a Parusia, sobre a presença de Deus mesmo, pois isto está enquadrado aqui.

 38-       É nessa mesma mensagem que ele fala sobre as setenta semanas de Daniel, onde o irmão Branham nos mostra que o Espírito Santo, que está conosco… Aliás, no primeiro selo ele falou também disso… Ele falou isto no primeiro selo que, o Espírito Santo que está conosco agora, quando irmos no rapto, esse Espírito Santo se encarnará na pessoa de Jesus Cristo, e nós O coroaremos Rei dos reis e Senhor dos senhores. Mas, para isso, o Espírito Santo mesmo, Deus mesmo veio, essa manifestação dos últimos dias é nosso Líder, Josué veio para nos levar para o outro lado do Jordão.

 39-       Então, não é um trabalho meu, nem teu, nem de quem quer que seja, é o próprio Espírito Santo que nos prepara para isto. Senão você ficará com as suas idéias antigas à respeito da mensagem, e sem entender o que está acontecendo.

 40-       Pois bem. Na mensagem “Um Paradoxo”, que ele pregou na igreja de Phoenix. Parágrafos 66, e 67 (isso na mensagem em inglês, não sei em português, em qual parágrafo vai estar, só procurando, não é?). O irmão Branham disse nessa mensagem “Um Paradoxo”:

Assim, ali estava Josué, representando a graça. A graça vinha junto com a lei, mas não podia ser aplicada enquanto a lei estava em seu próprio lugar.Então uma coisa tem que sair para que outra dê prosseguimento.

“….e assim também te sido o mundo eclesiástico nesse último dia. Tem vindo caminhando, e tem desempenhado seu papel. Mas, chegará o tempo quando tem que cessar. Tem que fazê-lo, tem que haver um Efésios também nessa jornada, assim como houve nas outras jornadas.

Tem que haver o que? Um Efésios. E o que é um Efésios? É, outra vez, o livro de Josué em ação. E, para que o livro de Josué entre em ação, o primeiro sistema, o primeiro trabalho, o trabalho, ministério de Moisés,  tem que cessar, pois, o trabalho, o ministério Josué é para posicionar as coisas.

 41 – Disto se trata o livro de Josué, e é disto que se trata o livro de Efésios, para nos posicionar naquele lugar, naquela atmosfera, naquela segurança, naquele repouso, para o qual você foi predestinado a estar, e você foi predestinado segundo o beneplácito, segundo o prazer, ou segundo o conselho da vontade Dele mesmo, de Deus mesmo.

 42-       Por isso, Josué não veio colocar o povo onde ele achou que deveria ser: “Olha, tribo de Ruben, fica deste lado; tribo de Benjamin, vocês podem ficar do outro lado do morro; tribo de Azer, vocês fiquem naquela outra banda, talvez lá seja melhor…” não foi assim! Tudo tinha um propósito; por isso só o ministério de Josué poderia fazer isto! Somente o ministério do Espírito Santo pode nos colocar na nossa posição, em Cristo! Amém [a congregação diz: Amém – Ed.] Deixem-me ver se eu tenho alguns minutos então… Aqui, deixem-me ver quanto tempo eu tenho… Sim, eu tenho alguns minutos ainda.

 43-       Pois bem, eu disse que falaria um pouco sobre a morte de Moisés, não é? Vamos então para o livro de Josué, rapidamente, outra vez. Vamos para o livro de Josué, quando nós vemos naquele… No primeiro culto, sobre este assunto. Então, vamos ver aqui o livro de Josué (já está depois dos cinco livros, então vem o livro de Josué).

            E sucedeu depois da morte de Moisés, servo do Senhor, que o Senhor falou a Josué, filho de Num, servo de Moisés, dizendo: Moisés, meu servo, é morto. Levanta-te, pois, agora, passa este Jordão, tu e todo este povo... Mas, só depois da morte de Moisés.

 44-       Bem, uma pequena nota aqui para o nosso esclarecimento, não é? É importante saber, irmãos, que foi Deus quem primeiro anunciou a morte de Moisés. Foi Deus quem primeiro anunciou. Então, este anuncio de Deus (quando Ele falou sobre a morte de Moisés), onde você leu agora já foi depois da morte, mas, antes de Moisés morrer, Deus anunciou primeiro sua morte: Sobe ao monte Nebo, olha a terra prometida, olha, de cima do monte, o povo, despede-se de tudo, porque você vai morrer. Então, é importante saber que foi Deus quem anunciou primeiro a morte de Moisés. E esse anuncio abriu o passo, abriu caminho, deu a abertura inicial, para o início da comissão de Josué.

 45-       E agora você pode entender por que William Branham estava preocupado, quando ele disse que a Luz da mensagem tinha terminado, porque tinha se passado o cumprimento da primeira etapa de seu ministério, a segunda etapa de seu ministério, e ele estava dizendo: “o que virá depois disso? O que temos depois?” Depois de tantas campanhas, tantas viagens, tantas pregações, tantas curas, tantos milagres, não é? Água da rocha, cordonizes, pão caindo do céu; depois de tantas coisas que foram vistas naquela caminhada, naqueles trabalhos, quantos mortos foram ressuscitados. E chegou um momento que parece que estava um pouco estacionado, e ele pregou determinados sermões dizendo: “eu acho que o meu tempo acabou, e possa ser que eu esteja preparando um patamar para outro que virá”. [ao falar sobre os eventos, misturamos acontecimentos do ministério de Moisés e de W. Branham, isso com um propósito]

 46-       Então, um grupo de irmãos endoidaram pra um lado, e disseram: “Então, ele morreu e vai ter que ressuscitar para fazer um trabalho de novo”. Então outros perderam a outra banda do juízo pra outro lado, e disseram: “Então tem que vir o outro mensageiro, o oitavo mensageiro (a turma de William Soto Santiago); então, dizem: “vai ter que vir outro mensageiro para dar continuidade”. [e agora se apresenta um lá na Costa do Marfim, dizendo que ele é o outro que viria, o ministério de Elias depois de Branham] Mas, por que será que essas pessoas não leram, não ouviram estas citações, onde ele mostra que um teria que sair para outro tomar lugar? Então, chegou o momento dele sair de cena, porque ele chegou no monte Nebo, onde ele teria que se despedir do povo e morrer, como Moisés fez. E a Liderança depois que o profeta se vai, é deus quem assume, e não um outro homem!

 47-       E, quando Deus anunciou a morte de Moisés, aquilo deu a introdução para o ministério, ou a comissão de Josué. E quando você sabe o que é Josué, que vem depois de Moisés, e você sabe que este é o nosso Líder, o Espírito Santo, então você não tem que esperar por mais ninguém! Você não tem que esperar por William Branham, você não tem que esperar por nenhuma outra pessoa, por nenhum outro mensageiro, você tem que entender agora qual trabalho é que o Espírito Santo (nosso Josué) realiza nessa etapa desse ministério da mensagem que leva o povo a cruzar o Jordão. [Se você não for liderado agora por Josué, jamais vai participar da reunião com William Branham e todos os ressuscitados para ir junto encontrar ao Senhor Jesus nos ares.]

 48-       De acordo com as Escrituras, eu gostaria de ler um versículo rapidamente aqui, em Daniel, no capítulo dois… Pois está aqui, nessas anotações aqui, Daniel capítulo dois. Vamos ver aqui, rapidamente, para termos um assunto mais completo. Daniel capítulo dois, versículo vinte:

            Falou Daniel, dizendo: Seja bendito o nome de Deus, de eternidade a eternidade. Porque Dele são a sabedoria e a força... Veja este versículo.

 49-       Então, agora você entende que Ele é de eternidade a eternidade; é Dele que vem a força, é Dele que vem o poder. Deus, em Sua Soberania, tem todo o direito de decidir quando começa ou quando termina uma época, uma Era, um tempo, uma dispensação. Deus tem esse direito e poder de dizer: “Olhe, tem que terminar isto para começar outra coisa”.

 50-       Então, não adianta o quanto que Moisés começou a reclamar quando chegou o momento de sua morte. Não pense que Moisés estava “capengando” a esse ponto. Estava velhinho? Estava. Barba branca, cabelos brancos, o corpo já estava um pouco fraco, cansado? Estava, mas não à ponto de não poder caminhar mais alguns quilômetros pela frente. Ele estava tão disposto, que disse: “Senhor, se eu morrer agora, o povo vai dizer que o Senhor não cumpre a Sua Palavra; porque, como pode? Eu os tirei de lá, prometi à eles, o meu desejo é vê-los sendo introduzidos na terra, as crianças dizendo: chegamos no lugar que foi profetizado”… Olhe, você sabe que a Bíblia diz que os seus olhos não escureceram, não teve catarata para Moisés, sua visão de águia estava afinada, estava bem nítida. Ele poderia caminhar muitos quilômetros ainda pela frente, ele poderia avançar muito e muito. Ele não estava tão cansado para dizer: “Senhor, estou entregue; não consigo mais, não consigo! É melhor Tu levantares outro”… Não senhores! Deus anunciou sua morte, e disse: “Unge a Josué para ser teu sucessor. Pega Josué, filho de Num, e comece agora… Apresente-o para o povo; quer dizer, introduza-o para as pessoas, pois ele continuará o trabalho depois de ti”. Moisés não pediu! Moisés estava pronto para guiar o povo mais um pouco ainda. Mas Deus foi e cortou.

 51-       De acordo com o que você viu no livro de Daniel, que Esse Deus é Soberano de eternidade a eternidade, é Dele que vem a força e a sabedoria, então, Ele sabe… Ele sabe quando começa e termina um tempo designado. A Bíblia diz: Ele muda os tempos e as Eras, é Ele quem diz tudo. São períodos de tempo que Deus mesmo designa, então Ele sabe quando começa e quando termina. É Ele quem tira reis e põe reis.

 52-       Vejamos o que o profeta de Deus disse sobre isso. Mensagem “Reprovação Pela Palavra”, página onze (página onze em inglês, na em português pode ser outra). O irmão Branham disse assim:

E Deus assinala um tempo, e tem um propósito para tudo o que Ele faz. Então, quando Ele disse: “Moisés, está na hora de você morrer”, tinha um propósito, pois dali por diante não era mais com ele. Não era mais com ele.

 53-       ... Nada acontece por casualidade para aqueles que amam ao Senhor, e os que são chamados conforme o Seu decreto. Vêem? Somos predestinadosAmém. Isso é o que o irmão Branham nos diz, vê? Somos predestinados, e todas as coisas ajudam… Ou contribuem para este bem, porquanto Ele não pode mentir, e disse que assim seria, que tudo tem seu tempo, sua estação, e tem suas maneiras, e Deus está detrás de cada movimento. E, às vezes, você crê que tudo está caminhando mal, no entanto, Deus está por trás de cada movimento.

Viu o que o profeta nos traz? Então sossegue! É só acompanhar o passo. Marche na fila, não saia fora da fila, porque Deus sabe o que Ele está fazendo. Amém.

 54-       Mensagem “Shalom”, parágrafo cento e sessenta e quatro (na mensagem em inglês). O irmão Branham disse:

Agora, à vocês adultos. A Sagrada Escritura é a sinfonia de Deus. Sim, aleluia! Só o compositor sabe o que significa, em verdade, e ele o revela para aqueles que estão escutando, aqueles que estão interessados em saber do que se trata o drama. Mas vocês teriam que saber primeiro à cerca de uma sinfonia, vêem? Não é só algo que você vê, é a mudança, as encruzilhadas da Palavra, da musica, aquilo se desprende, e às vezes se vai por essa direção por um tempo. Por certo, depois de um tempo muda por completo. O que é isso? Uma sinfonia…

 E a sinfonia começa com aquele movimento lento, lento (não é?), lento, vai parando, parece que ficou em silêncio, daí a pouco os instrumentos começam a tocar tudo de uma vez, e aquilo está representando algo. Aquilo está representando algo. E aquilo fica rápido, rápido, e mais rápido, e parece uma marcha, e daí a pouco aquilo muda, muda, e fica bem lento. E o compositor que fez aquela canção está falando de montanhas, de vales, de rios, de cachoeiras, de trovoadas, de relâmpagos; tudo! Tudo em uma sinfonia, na música. E, para poder aqueles que tocam os instrumentos, e fazem todos aqueles movimentos, sabem do que aquilo significa, pois à eles foi revelado. Foi revelado. Mas, esta revelação não veio assim, eles estavam caminhando e: “entendi o que queria dizer!”; não senhores! Eles leram a partitura, eles estudaram musica, leram a partitura por completo e entendem aquilo. Então, quando chega o momento de tocar, eles colocam na frente e acompanham cada movimento, cada seqüência.

 55-       Agora, o Grande Compositor desse grande drama… William Branham disse que tem mudanças, tem encruzilhadas na Palavra! Chegou-se o momento que vinham caminhando, estava muito bem; “e é a mensagem, e glória a Deus; é a Luz do entardecer; Deus enviou um profeta; e tal; é a unidade de Deus”, e foi vindo… Chegou em uma encruzilhada, não souberam virar a esquina! Não souberam mais de nada, ficaram parados ali. Ficaram ali. Resultado, o Compositor veio, trouxe a partitura (o Livro aberto) e revelou para aqueles que queriam aprender, e com esses dobrou a esquina, chegou ao Jordão e está direcionando as pessoas para possuírem a terra: o Espírito Santo! [a congregação diz: Amém – Ed.] Vamos nos colocar de pé. Vamos nos colocar de pé.

 56-       Sim senhores… “Às vezes se vai por essa direção por um tempo, com certas composições, e tal… Depois de um tempo, aquilo muda por completo”.

Então mudou por completo, o ensinamento mudou por completo, as pregações mudaram por completo, o aprendizado mudou por completo, e isto deixa as pessoas sem saberem o que está acontecendo, pois elas não querem perder um tempinho para estudar o assunto! Mas, como disse Jesus aos discípulos, bem-aventurados são os vossos olhos que ouvem.. Que vêem, não é? E os vossos ouvidos que ouvem. Amém.

 57-       Vamos orar e agradecer ao Senhor…

O Livro de josué parte2

 

 Revisado em Abril de 2013

[1] O Espírito de sabedoria vem à Igreja dar a conhecer a Igreja pela revelação do Espírito Santo – trazendo à Igreja e revelando em que dia estamos vivendo. Tal e como Gabriel vem a – a Daniel, o Espírito Santo vem à Igreja nos últimos dias para revelar estas coisas grandes, coisas secretas e profundas. Entendem agora?As Setenta Semanas de Daniel 06/08/1961 – § 68

 

Capitulo 1 – Introdução ao Livro de Josué – Cruzando o Jordão  – AQUI

PRÓXIMO ESTUDO

O Livro de Josué Parte 3 – O Líder Alfa & Omega

Gostou? Compartilhe na rede!
Tags

Nenhum comentário  - Clique aqui para comentar!

No comments yet.


RSS feed for comments on this post. TrackBack URL

Leave a comment

Dados da Matéria

Dados do Autor

Doutrina da Mensagem Admin do site doutrina da mensagem » Blog do autor. » Site do autor.