Clara Distinção Entre o Pai e o Filho Download PDF

Clara Distinção Entre o Pai e o Filho

Filho de Deus

Washington Luís Leite

 

O nosso profeta nos adverte na Mensagem CRISTO É REVELADO EM SUA PRÓPRIA PALAVRA, que um ministro deve ter muito cuidado, ao manusear a Palavra de Deus, pois há três coisas que um homem nunca deve fazer com a Palavra:

1º. — Não deve INTERPRETAR MAL a Palavra:

Você diz: “Bem, eu creio que significa isso.” ELA SIGNIFICA EXATAMENTE O QUE ELA DIZ. Ela não necessita de nenhum interprete.”

 

2º. —Não deve APLICAR MAL a Palavra:

# 79 da mesma mensagem. “Aplicar mal ou colocar mal, pôr no lugar errado.

 

3º. — Não deve DESLOCAR a Palavra. #81, 90.

“ELA DEVE SER MANTIDA EXATAMENTE DA MANEIRA COMO DEUS DISSE;” 22 de agosto de 1965 — # 72 a 81 e # 90 a 91

 Isto está em todo o Velho Testamento que constantemente usa as expressões, “meu Ungido”, “meu servo”, para designar o Filho de Deus, o Messias que haveria de vir, e não o próprio Deus, ainda que Deus esteja atuando através de seu Ungido, e isso está expressado claramente pelo mesmo Isaías que diz:

“Eis aqui o MEU SERVO, a quem sustenho, O MEU ELEITO (escolhido, ungido), em quem se apraz a minha alma; PUS O MEU ESPÍRITO SOBRE ELE; ele trará justiça aos gentios. Não clamará, não se exaltará, nem fará ouvir a sua voz na praça. A cana trilhada não quebrará, nem apagará o pavio que fumega; com verdade trará justiça. Não faltará, nem será quebrantado, até que ponha na terra a justiça; e as ilhas aguardarão a sua lei. Assim diz Deus, o SENHOR, que criou os céus, e os estendeu, e espraiou a terra, e a tudo quanto produz; que dá a respiração ao povo que nela está, e o espírito aos que andam nela. Eu, o SENHOR, te chamei em justiça, e te tomarei pela mão, e te guardarei, E TE DAREI POR ALIANÇA DO POVO, E PARA LUZ DOS GENTIOS. PARA ABRIR OS OLHOS DOS CEGOS, PARA TIRAR DA PRISÃO OS PRESOS, E DO CÁRCERE OS QUE JAZEM EM TREVAS. Eu sou o SENHOR; este é o meu nome; a minha glória, pois, a outrem não darei, nem o meu louvor às imagens de escultura” (Isaías 42:1-8).

Todo o Velho Testamento e o Novo falam dessa relação entre Deus e Seu Filho, a qual é desde os tempos eternos. Porém o irmão Branham disse que não há tal coisa como “filho eterno”, uma vez que os filhos têm começo. Então Jesus teve um começo, mas Deus o Pai, não teve começo, fazendo-nos assim uma clara distinção entre os dois, em todos os seus sermões. Procurar desfazer tudo o que o irmão Branham ensinou sobre a Deidade nos quase 1.200 sermões pregados por ele através de alguns versículos e parágrafos, isso penso eu, é que é andar em um campo minado.

 

Podemos perceber que o Filho em si mesmo não é sequer onisciente como Deus, o Seu Pai, porque o mesmo disse: “Mas daquele dia e hora ninguém sabe, nem os anjos que estão no céu, NEM O FILHO, SENÃO O PAI.” (Mc 13:32).

E outra vez disse: “Não vos pertence saber os tempos ou as estações que o Pai estabeleceu para a sua própria autoridade.” (At 1:3,4).

No episódio da mulher com fluxo de sangue ele não sabia quem tinha tocado nele, ele só sabia quando o Pai o revelava.

Agora que esta é a base de toda a fé cristã isto está claramente expressado ao longo de toda as Escrituras, e o irmão Branham diz que se você não possui a Deidade correta você não tem nem a base para começar e deve por abaixo as paredes e começar toda a construção de novo.

Então observemos esta fundamentação da fé cristã em toda a bíblia, mas não sem antes citar o Mensageiro de Deus para este tempo do fim, no sermão “Companheirismo através da Reconciliação”:

“Jesus prometeu a seus discípulos vindo da montanha, disse; ”Que dizem os homens que o Filho do homem é?” “Uns dizem que és Moisés, e outros dizem que és Elias. E alguns dizem que és Jeremias”. E Jesus disse,”e vós que dizeis que eu sou?”Pedro parado ali disse: “TU ÉS O CRISTO, O FILHO DO DEUS VIVO”. Ele disse, escutem, “Bem aventurado és, Simão, filho de Jonas, porque não to revelou carne nem sangue, não tens aprendido isso em um seminário, não aprendeste isto de homem, nem carne nem sangue te tem revelado isto, mas Meu Pai que está no céu te tem revelado. Agora a igreja católica disse, “Foi feita sobre a confissão de Pedro”. A igreja protestante disse que foi Cristo, a Rocha, que Ele havia edificado Sua igreja. MAS SE VOCÊ NOTA NÃO FOI EM NENHUM. Era uma verdade espiritual de Deus revelado a Pedro que JESUS ERA O FILHO DE DEUS. E a Bíblia disse, “NENHUM HOMEM PODE CHAMAR A JESUS, “O CRISTO” (O Ungido), SÓ PELO ESPÍRITO SANTO.” Amém. “Sobre esta rocha, ele disse, edificarei minha igreja e as portas do inferno não prevalecerão contra ela. Edificarei minha igreja espiritual na (nesta) verdade revelada”.

Vejamos algumas Escrituras que mantém esta fundamentação: “Natanael respondeu, e disse-lhe: Rabi, tu és o Filho de Deus; tu és o Rei de Israel.” (Jo 1:49)

E outra vez: E todo aquele que vive, e crê em mim, nunca morrerá. Crês tu isto? – Disse-lhe ela: Sim, Senhor, creio que tu és o Cristo, o Filho de Deus, que havia de vir ao mundo. (Jo 11:26,27) e ainda: Estes, porém, foram escritos para que creiais que Jesus é o Cristo, o Filho de Deus, e para que, crendo, tenhais vida em seu nome. (Jo 20:31)

E outra vez: E, indo eles caminhando, chegaram ao pé de alguma água, e disse o eunuco: Eis aqui água; que impede que eu seja batizado? E disse Filipe: É lícito, se crês de todo o coração. E, respondendo ele, disse: Creio que Jesus Cristo é o Filho de Deus” (At 8:36,37)

 

“A primeira criação foi Deus mesmo e de Deus saiu o Logos, o qual foi o Filho de Deus, e do Logos veio o homem.” (P&R sobre Gênesis, §10),

“Deus ele mesmo deu a luz a este Filho, o qual era antes mesmo que houvesse um átomo” (P&R sobre Gênesis, §11)

“O grande Jeová fez sombra sobre uma mulher, assim como o profeta disse que Ele faria, e criou uma célula de Sangue. E através dessa célula de Sangue é que surgiu o corpo de Cristo” (Divindade Explicada, §139)

Agora lembre-se que Deus (Jeová) só veio habitar no Filho aos 30 anos no rio Jordão e o deixou no getsemani.

 

Foi compilado por mim mais de 70 textos bíblicos que falam a respeito de um único Deus e de seu Filho, Seu Ungido. Certamente que fazermos doutrina em cima de um versículo ou um parágrafo é loucura. Mas quando possuímos mais de 70 deles penso que isto deveria ser o suficiente. Não tenho aqui a intenção de ser mestre de ninguém, ou algo parecido que possa levar algum irmão a imaginar isto. Longe isto esteja de mim, mas meu propósito é tão somente esclarecer alguns pontos do que eu creio para que todos obtenham sua avaliação, se assim o desejar. 

 

Como base, inicialmente, gostaria de lembrar as Escrituras onde Satanás enfrentou a Jesus, e o que ele disse estava nas Escrituras, e o que Jesus respondeu também era a Escritura. Agora, o profeta nos mostrou que QUALQUER COISA QUE NÓS TOMARMOS, DEVE SE ALINHAR DE GENESIS ATÉ APOCALIPSE, e se chegar a um lugar onde não se encaixa; então devemos regressar ao princípio. Porque embora Satanás tenha citado uma Escritura ao Senhor Jesus, no entanto sua citação não se encaixava de Gênesis a Apocalipse.

“…Se um profeta, ou um sonhador, ou o que quer que seja, ou um mestre, não baseou sua teoriaBranham exatamente no ASSIM DIZ O SENHOR, não creia nisto, veja. TEM QUE VIR POR TODA A BÍBLIA e exatamente conectar Isto. Sim, senhor. TEM QUE ENCAIXAR-SE COM O RESTO DISTO, e enganchar Isto tudo. Se você não o faz, você poderia tomar uma coisa e dizer que isso é o purgatório, e pregar catolicismo a partir da Bíblia. Mas TEM QUE SE ENCAIXAR COMPLETAMENTE DE GÊNESIS A APOCALIPSE, TORNAR O QUADRO CLARO. Isso mesmo.” (O Selo de Deus, §62) 

“Mas agora não queremos aceitar nenhum fanatismo; nós traçamos uma linha bem lá. SE ALGUÉM RECEBE UM POUCO DE ALGUMA COISA QUE O SENHOR O REVELOU, E ISTO NÃO COINCIDE COM ESTA BÍBLIA DE GÊNESIS ATÉ APOCALIPSE, E SE TORNA UMA DOUTRINA, ENTÃO NÓS NÃO ACEITAREMOS ISTO. VÊEM? ISTO TEM QUE VIR DA BÍBLIA. E isto não pode vir simplesmente através da revelação de alguém. Se a revelação está de acordo com a Palavra, está bem.” (O NOME DE JESUS, 22)

“Nós não temos nenhum negócio tirando algo Disto. A Bíblia diz que o que tirar ou acrescentar a esta Palavra, esse será tirado do Livro da Vida. Deus é tão perfeito que CADA PALAVRA DEVERÁ SER PERFEITA E TER CONTINUIDADE DESDE GÊNESIS ATÉ APOCALIPSE SEM VARIAR, cada palavra, cada mandamento de Deus. Você não pode faze-la dizer algo aqui e torce-la ali.” (Perguntas e Respostas Nr 09, 93)

É notório que o irmão Branham sendo um camponês e com pouca instrução ele tinha uma certa dificuldade para se expressar, assim como ele mesmo diversas vezes admitiu isto. Moisés também teve esta dificuldade, e Deus colocou a Arão para ajudá-lo, mesma coisa com Jeremias que teve o seu Baruk, e a mesma coisa foi com Willian Branham que teve o irmão Lee Vayle como seu escriba.

Então vemos ao longo dos sermões do profeta inúmeros parágrafos onde o profeta diz que Jesus, não é Deus e da mesma forma há inúmeros parágrafos onde ele diz que Jesus é o próprio Deus, agora se nós não obtivermos o pensamento do profeta corretamente estaremos em apuros, pois podemos estar entendo ele mal, como fazem os irmãos que crêem na Ressurreição Isolada, possuindo inúmeros parágrafos para isso. Porém através da exatidão das Escrituras podemos seguramente chegar a saber da existência de um ministério do Retorno do profeta no cumprimento da Visão da Tenda em que pelo período de cerca de 40 dias teremos reuniões ali, porque quando vamos até as Escrituras vemos que assim como foi no Alfa assim será no Ômega.

O irmão Branham nos advertiu acerca da maneira de um verdadeiro profeta, em que ele sempre estará dentro das Escrituras, e que jamais sairá dela. Agora se há uma aparente contradição (eu disse aparente) em algo que o profeta disse, então só poderemos obter o pensamento do profeta levando para a Escritura e comparando coisas espirituais com coisas espirituais, uma vez que o próprio profeta nos deu essa orientação dizendo que levássemos aquilo que ele dizia para a Escritura e comparássemos com Elas. E não pegando um parágrafo apenas como é o caso de muitos, pois é fato que ninguém pode obter o pensamento do profeta apenas isolando um parágrafo. Isso é arriscadíssimo.

 

No livro das Eras, o profeta nos adverte sobre um pensamento errado de que Deus tenha criado um outro Deus menor e que este Deus menor venha a ter criado todas as coisas. Mas o que o profeta está nos dizendo com isto é exatamente o que a Escritura toda nos diz; que Deus criou todas as coisas através do Filho, pois somente no Filho, o Espírito Santo, que é o Deus Criador pôde habitar em totalidade. “ELE (O FILHO), ESTAVA NO PRINCÍPIO COM DEUS. TODAS AS COISAS FORAM FEITAS POR (ATRAVÉS) ELE, E SEM ELE NADA DO QUE FOI FEITO SE FEZ” (João 1:2,3).

Jesus, o Filho de Deus nunca criou nada, nunca curou ninguém, mas sempre dizia que era o Pai quem fazia as obras através Dele. Ou não tendes lido o que ele disse em João 5:19, que: “O FILHO POR SI MESMO NÃO PODE FAZER COISA ALGUMA SE NÃO VER O PAI FAZER” e em Hebreus temos mais luz sobre isso quando diz: “HAVENDO Deus antigamente falado muitas vezes, e de muitas maneiras, aos pais, pelos profetas, a nós falou-nos nestes últimos dias pelo Filho, A QUEM CONSTITUIU HERDEIRO DE TUDO, POR QUEM (ATRAVÉS DE QUEM) FEZ TAMBÉM O MUNDO.” (Hb 1:1,2).

Agora quem fez o mundo, quem criou o mundo? Certamente que foi Deus mas como? Através de quem? Uma vez que Deus sempre usa um profeta para fazer algo, sabemos que Jesus foi O profeta dos profetas, pois os demais tiveram o Espírito em medida mas o Filho não. Este O teve sem medida. Willian Branham nunca criou esquilos meu irmão, Deus foi quem criou esquilos ATRAVÉS de William Branham, da mesma forma que Jesus, o Filho não criou os céus e a terra, foi Deus, seu Pai, quem criou todas as coisas ATRAVÉS dele, o Filho.

Se Deus não tendo boca por ser Ele Espírito, o irmão Branham nos diz que um profeta é a boca de Deus. Jesus foi a boca de Deus para falar a Palavra criativa, no princípio. Por isso ele é chamado de o princípio da criação de Deus porque tudo principiou (começou) através Dele, que era quem estava com Deus no princípio, e Deus se expressando através Dele, seu Filho, falando a Palavra criativa como fez com Willian Branham no episódio dos esquilos.

“Tu (quem, lógico que é Deus) o fizeste (quem, lógico que é o Filho) um pouco menor do que os anjos (quando o Filho recebeu o corpo de carne), De glória e de honra o coroaste (após a ressurreição), E o constituíste sobre as obras de tuas mãos; Todas as coisas lhe sujeitaste debaixo dos pés (alguém sujeitou para um outro alguém estas coisas). Ora, visto que lhe sujeitou todas as coisas, nada deixou que lhe não esteja sujeito. Mas agora ainda não vemos que todas as coisas lhe estejam sujeitas. Vemos, porém, coroado de glória e de honra aquele Jesus que fora (na sua encarnação) feito um pouco menor do que os anjos, por causa da paixão da morte, para que, pela graça de Deus, provasse a morte por todos. Porque convinha que aquele, para quem são todas as coisas (esse é Deus, o Pai de Jesus), e mediante quem tudo existe, trazendo muitos filhos à glória, consagrasse pelas aflições o príncipe da salvação deles (esse é o Filho). Porque, assim o que santifica (Jesus, o Filho), como os que são santificados (nós), são todos de um (gerados de Deus); por cuja causa não se envergonha (o Filho não se envergonha) de lhes chamar irmãos, Dizendo: Anunciarei o teu nome (quem anunciará, alguém está anunciando a alguém e só pode ser o Filho) a meus irmãos, Cantar-te-ei louvores no meio da congregação. E outra vez: Porei nele a minha confiança. E outra vez: Eis-me aqui a mim, e aos filhos que Deus me deu (para cuidar, mas os Filhos são de Deus, e o primogênito cuida deles). E, visto como os filhos participam da carne e do sangue, também ele participou das mesmas coisas, para que pela morte aniquilasse o que tinha o império da morte, isto é, o diabo; E livrasse todos os que, com medo da morte, estavam por toda a vida sujeitos à servidão. Porque, na verdade, ele não tomou os anjos, mas tomou a descendência de Abraão. Por isso convinha que em tudo fosse semelhante aos irmãos, para ser misericordioso e fiel sumo sacerdote (esse é o Filho) naquilo que é de Deus, para expiar os pecados do povo. Porque naquilo que ele mesmo, sendo tentado, padeceu, pode socorrer aos que são tentados. (Hb 2:7-18)

“Disse-lhe Jesus: Maria! Ela, voltando-se, disse-lhe: Raboni (que quer dizer, Mestre). Disse-lhe Jesus: Não me detenhas, porque ainda não subi para meu Pai, mas vai para meus irmãos, e dize-lhes que eu subo para meu Pai e vosso Pai, meu Deus e vosso Deus.” (Jo 20:16,17)

Não vemos uma escritura onde Jesus chama alguém de filho, mas vemos várias Escrituras onde ele nos chama de irmãos e chama a Deus de seu Pai, mesmo já estando num estado glorificado e ressurreto, porque alguns poderiam dizer, mas ali ele estava como homem não é mesmo, então o que diremos desta Escritura, com Ele já glorificado:

“Eis que venho sem demora; guarda o que tens, para que ninguém tome a tua coroa. A quem vencer, eu o farei coluna no templo do meu Deus, e dele nunca sairá; e escreverei sobre ele o nome do meu Deus, e o nome da cidade do meu Deus, a nova Jerusalém, que desce do céu, do meu Deus, e também o meu novo nome.” (Ap 3:11,12)

Agora se Jesus, o Filho, é o próprio Deus então me expliquem como Ele pôde chamar um outro ser de “meu Deus”, me digam! Cuidado para não pintar a vaca no topo da árvore.

Alguns podem dizer: “mas Jesus chama sim nós de filhos quando usa lá no evangelho de João a expressão”: “filhinhos, amai-vos uns aos outros”. Mas dou graças a Deus pelo profeta que Deus enviou neste tempo do fim, e que nos fez entender isto, dizendo-nos: “Ninguém podia entendê-lo, porque HAVIA DUAS PESSOAS FALANDO O TEMPO TODO. A Pessoa Jesus Cristo estava falando, e Deus estava falando N’Ele, também. ÀS VEZES ERA O PRÓPRIO CRISTO; ÀS VEZES ERA O PAI QUE HABITAVA N’ELE. Você vê isto?” (Cortina do Tempo, §22).

Será que não conseguem vê isto?

Então podemos entender que ali era Deus mesmo, o Pai do nosso Senhor Jesus Cristo, o Espírito Santo, quem estava chamando-nos de filhos, pois de outra forma teríamos que admitir que João, o apóstolo teria nos chamado de filhos, e seria nosso Pai, quando disse: “filhinhos fugi dos ídolos” mas sabemos que isto era o Pai, o Espírito Eterno em João se expressando para seus filhos, da mesma forma como se expressou através de Cristo.

Porque Davi não subiu aos céus, mas ele próprio diz: Disse o SENHOR ao meu Senhor: Assenta-te à minha direita, até que ponha os teus inimigos por escabelo de teus pés. Saiba, pois, com certeza toda a casa de Israel que a esse Jesus, a quem vós crucificastes, Deus o fez Senhor e Cristo” (Atos 2:34-36)

Quem está falando com quem aqui também, quando pelo Espírito Davi afirma “disse o Senhor ao meu Senhor”? Então podemos perceber que toda a Escritura está repleta de um ser falando com um outro ser e não podem ver isto. Pois o profeta disse: “percebemos que Ele (DEUS) está conversando com alguém, Ele estava falando A UM OUTRO SER” (P&R sobre Gênesis §7)

Basta olhar para todas as saudações iniciais das epístolas de todos os apóstolos que contém a expressão: “Graça a vós e paz da parte de Deus nosso Pai, e da parte do Senhor Jesus Cristo.” Demonstrando assim, haver sempre dois seres envolvidos nesta relação antes da fundação do mundo. Pois, o próprio profeta nos disse: “Ora, NÓS TEMOS DOIS AGORA. O Pai, e do Pai veio a Luz, o Filho.” (Atitude e quem É Deus?, §18)

Como explicar outras Escrituras como esta de Apocalipse com o Filho já glorificado que iniciam-se assim: “REVELAÇÃO DE JESUS CRISTO, A QUAL DEUS LHE DEU” (Ap 1:1). Se Deus lhe deu meu irmão logo está claro que Jesus, o Filho não é Deus. Ou quando o Filho já ressurreto aparece dizendo: “TODO O PODER ME É DADO NOS CÉUS E NA TERRA”, se foi dado a Ele, logo alguém deu a Ele, e não foi ele mesmo quem obteve, não concordam? Ou acham que estou em desvairio? Agora se Jesus, o Filho de Deus é o próprio Deus como os unicistas categoricamente afirmam, então para que um Advogado junto a Deus, o Pai, se Ele mesmo é Deus. Isto não faz o menor sentido.
Agora se Jesus é Deus ele não poderia se reportar a um outro ser como sendo o Deus dele e nem tampouco os apóstolos deveriam considerar que este Jesus teria um outro ser como Deus acima dele, pois se a doutrina é apostólica e profética, então devemos considerar isto que Paulo, o apostolo escreveu:

“Não cesso de dar graças a Deus por vós, lembrando-me de vós nas minhas orações: PARA QUE O DEUS DE NOSSO SENHOR JESUS CRISTO, O PAI DA GLÓRIA, vos dê em seu conhecimento o espírito de sabedoria e de revelação; Tendo iluminados os olhos do vosso entendimento, para que saibais qual seja a esperança da sua vocação, e quais as riquezas da glória da sua herança nos santos; E qual a sobreexcelente grandeza do seu poder sobre nós, os que cremos, SEGUNDO A OPERAÇÃO DA FORÇA DO SEU PODER, QUE MANIFESTOU EM CRISTO, RESSUSCITANDO-O DENTRE OS MORTOS, E PONDO-O À SUA DIREITA NOS CÉUS. Acima de todo o principado, e poder, e potestade, e domínio, e de todo o nome que se nomeia, não só neste século, mas também no vindouro; E SUJEITOU TODAS AS COISAS A SEUS PÉS, E SOBRE TODAS AS COISAS O CONSTITUIU COMO CABEÇA DA IGREJA.” (Ef 1:16-22)

Então observe que aqui Paulo disse que Jesus tem um Deus, e se ele tem um Deus logo ele não é Deus, porém a Escritura disse que Deus fez dele Senhor e Cristo sobre a Sua Criação, e o irmão Branham nos adverte dizendo-nos que: “A ESCRITURA SIGNIFICA EXATAMENTE O QUE ELA DIZ.”

 

é como dizia o ir. Lee Vayle, “quando as palavras perdem seu significado tudo mais está perdido”. O ir. Branham diz que a Escritura significa exatamente o que ela diz. E Herdeiro é herdeiro, que recebeu algo dado por alguém.

Colaborador

 

Washington Luís Leite

 Jesus

www.doutrinadamensagem.com

doutrinadamensagem@gmail.com

Gostou? Compartilhe na rede!
Tags

1 comentário  - Clique aqui para comentar!

  • a paz.antes de tudo é preciso verificar para testificar a veracidade divina a origem da expressão e a pessoa que expressa.A criação do conceito trinitarista deu-se por volta de 250 d.c a 350 d.c finalizando ou sendo declarado como doutrina pelo povo romano….a pergunta é? pode Deus usar o profano? travas fazem parte do reino de jesus? O grande engano na terra é oriundo da reunião do Diabo na pessoa dos romanos na época que introduziram a santíssima trindade a seita mariana e a adoração a objetos e pessoas….criando situações que pra quem tem revelação são claras a ação da atitude humana desfazendo a divindade de Jesus na visão trinitarista….criaram na época 3 deuses pra serem mais que os judeus e ai nasceu a carnifica ao povo de israel pela raça de víboras da época na pessoa dos romanos…olha tenho orado para que o povo estude as escrituras em sua essência espiritual na separação do pecado que esta no costume do povo para que o espirito que habitou em Jesus possa revelar os segredos que o Senhor guarda e revela aos escolhidos…..desde o inicio das escrituras o senhor se revela como um;Pai e espirito são um. Jesus é Deus na terra;e o Verbo ..eu Sou..se fez carne..em maria pelo ouvido concebeu ao corpo que reteve o espirito que existia..alfa e omega …que o senhor Jesus ilumine a mente daqueles que busquem conhecer a Jesus através das escrituras….

    Comentário feito por Roberto f. filho — 4 de agosto de 2013 @ 2:28

RSS feed for comments on this post. TrackBack URL

Leave a comment

Dados da Matéria

Dados do Autor

Doutrina da Mensagem Admin do site doutrina da mensagem » Blog do autor. » Site do autor.