Qual o Tipo de Pessoas Que Deveríamos Ser? Download PDF

A OBRA PRIMA N°. 13

Obra Prima 13

Qual o tipo de pessoas que deveríamos ser?

 

Domingo, 3 de Julho de 2005

Rev. Brian Kocourek

Tradução: Ir. Rosendo

Brian Kocourek

 

II Pedro 3: 11Havendo pois de perecer todas estas coisas, que pessoas vos convém ser em santo trato, e piedade.

 Romanos 12: 3 Porque pela graça que me é dada, digo a cada um dentre vós que não pense de si mesmo além do que convém; antes, pense com moderação, conforme a medida da fé que Deus repartiu a cada um.

         Agora, que iniciemos a oração. Eu gostaria de ler o parágrafo 12 e 13 de A OBRA PRIMA – 05.07.1964 – Par. 12 – Quando vemos vocês vindo a todo momento através do país, e às vezes presumindo, então isto me faz sentir realmente pequeno quando eu venho em uma reunião como esta, em pensar que eu conheço pessoas  aqui que viajou centenas de milhas simplesmente para estar aqui por alguns minutos de culto, simplesmente se assentar aqui. 13 Certa mulher fez uma observação, entrando outro dia e disse: “Mostre-me onde o homem andou, e deixe-me andar por ali neste chão”, disse: “Eu ficarei boa”. Agora, as pessoas crêem em você assim, e você é um representante de Cristo, então o que devemos fazer? Nós devemos ter bastante cuidado, porque você não está somente destruindo a si mesmo com o erro, você está destruindo a outros que estão te seguindo. [1]

 Vamos orar. Amado Pai, quando ouvimos estas palavras dos lábios de Teu Profeta vindicado William Branham, revive minha alma e chega a ser mais conhecedor de como minha vida é cuidado para outros e, isso, me faz querer ser mais cuidadoso em como me apresento em meio a humanidade, para aquelas pessoas que diariamente nos acotovelamos enquanto caminhamos ao longo da vida. Pai, ajuda-me a ser mais sincero, e entender a importância do testemunho que tens posto em mim, acerca dos outros com quem caminho pelo vale da sombra da presente existência terrena. Esteja conosco esta manhã Pai, quando examinamos nossas almas esta manhã para ver de onde nós caímos, e logo ajuda-nos a caminhar mais alto na semelhança de Teu Filho amado Jesus.  Assim nós te pedimos em Teu nome, amém.

 Agora, nesta manhã, eu gostaria de examinar estas palavras do irmão Branham onde ele está falando de como devemos atuar neste mundo quando caminhamos na Luz. Muitas pessoas não têm cuidado acerca de como caminham em sua vida cristã, e eles pensam: já que Deus lhes tem mostrado muita luz eles podem ser e viver de qualquer velha maneira que eles desejam.

 Mas esta atitude destruirá a outros que observam sua vida. Isso é o que o irmão Branham disse aqui neste parágrafo que temos lido no sermão Obra Prima.

         No parágrafo 13 ele disse: Agora, as pessoas creem em você assim, e você é um representante de Cristo, então o que devemos fazer? Nós devemos ter bastante cuidado, porque você não está somente destruindo a si mesmo com o erro, você está destruindo a outros que estão te seguindo.

 Observe como o irmão Branham não colocou ênfase sobre você, mas no efeito que você tem sobre outros que podem seguir ou vigiar  você.

 Agora, sou um calvinista[2] quando se vem a segurança eterna. O que eu quero dizer com isso é que Jesus disse  Todo o que o Pai me dá virá a mim; e o que vem a mim de maneira nenhuma o lançarei fora...” [3] Portanto, nem sequer pode ser lançado fora de Sua mão, se você é um homem. Mas só porque é salvo e sua Vida está escondida em Deus por meio de Cristo, e coberto pelo Sangue do Cordeiro de Deus, isso não significa que sua vida não possa causar a outros que se percam.

 E esse é o significado desta Declaração  do qual o irmão Branham falava em seu comentário de abertura na Obra Prima. E não se esqueça que o irmao Branham está falando da Obra Prima[4], de modo que ele está falando da Vida que estava em Cristo Jesús, e isso deve vir a Noiva.

 Demasiadas pessoas olha para sua vida e seu foco é sobre si mesmo e de como eles estão indo na economia de Deus. E para mim isso é muito raso para fazer isso. Nosso foco não deveria ser sobre nós mesmos, nem sobre a forma como pensamos que estamos fazendo na economia de Deus. Pelo contrário, os nossos pensamentos deveriam estar em como os outros ao nosso redor são afetados por aquilo que pensamos e como vivemos, e que influência estamos exercendo sobre os outros.

 Em I João 2: 6 nós lemos: Aquele que diz que está nele, também deve andar como ele andou. Então, só porque você disse que não torná-lo assim. Ele disse que você deve andar como Ele andou.

 E se você estiver andando na Luz como Ele está caminhando na Luz, então você está andando na mesma maneira como ele está caminhando. Porque a palavra COMO quer dizer do mesmo modo ou da mesma maneira.

 E o Apóstolo Paulo disse em I Tessalonicenses 4: 1Finalmente, irmãos, vos rogamos e exortamos no Senhor Jesus, que assim como recebestes de nós, de que maneira convém andar e agradar a Deus, assim andai, para que possais progredir cada vez mais. Aqui vemos Paulo nos dizendo que, se nós temos realmente recebido o que ele nos ensinou, então vamos também mostrar isso na nossa caminhada, e nossa caminhada vai manifestar a nossa atitude para com Deus. E ele também disse que se a nossa caminhada é agradável a Deus, então abundaremos mais e mais, o que significa que vamos superar nas coisas de Deus mais e mais.

 Agora, quem acha que não precisamos viver uma Vida não foi nascido de novo. Porque quando você é nascido de novo você não pode ajudar, mas viver a vida. Se a natureza de Deus entra em você, você não pode deixar de manifestar a vida no seu caminhar e, em sua conversação e em seus pensamentos. É a única coisa que pode segurar você de volta.

 Desde aquele tempo 02.03.1960 – P: 24 – As coisas mudam quando o homem encontra a Deus.Um homem nunca poderá encontrar a Deus e ser o mesmo de novo. Ou você será uma pessoa melhor ou pior.        Você será melhor ou pior depois que encontra a Deus. Depende do que você deseja fazer sobre isso.Mas um homem nunca pode encontrar a Deus e ser sempre o mesmo. Qualquer que seja sua atitude para com Deus selará seu destino eterno.

 Agora, a vida que vivemos é muito importante para Deus. Tanto é assim que Deus levou Enoque em um arrebatamento porque sua vida foi tão agradável a Deus. E a vida que você vive é apenas uma expressão do que é na torre de controle de sua alma.

 Olhando para o Invisível – 10.04.1959 – Par. 8 O homem está sempre tentando conseguir algo pela sua cabeça. Supõe-se que ele pode alcançar, mas sim pelo seu coração. Essa é a torre de controle onde Deus o controla, e dirige os seus pensamentos, dirige seus caminhos, dirige suas emoções. Às vezes, fico tão feliz, eu só tenho que deixá-lo solto. E se eu olhar em volta e ver alguém, então, veja, eu tenho os meus olhos sobre as pessoas, então. Mas Deus me ajude a manter meus olhos fechados. Quero apenas ser conduzido pelo Espírito de Deus que a carne não terá nada com isso. Normalmente, os ministros, quando sobem no púlpito, eles começam a pensar: “Se eu falar sobre uma determinada certa coisa, aqui está um determinado membro da minha igreja que é um – traz um bom salário para a igreja, que vai sair da igreja.” E então você vai olhar para a carne novamente. Então, Deus não pode guiar a esse ministro. Você tem de dizer o que o Espírito diz que se diga. Então, seremos guiados pelo Espírito de Deus. E nós achamos que este homem é controlado por uma torre de controle. E essa torre faz o que ele é. O move. Trata-se de suas emoções. Ele vive meio disso. [5]

 E posso dizer honestamente que nunca tenho retido a alguém por medo de que se vá pelo que eu disse. E se eu fiz então eu seria apenas um mercenário. Mas pela graça de Deus, se eu vejo incredulidade o deixo de tal forma que você não pode ficar em torno dela, e que torna as pessoas desconfortáveis, mas o inferno será muito mais desconfortável do que isso.

 Do Sermão Abraão Restaurado 11.02.1961 – P: 64 William Branham disse: Qual é o valor de ser um meio caminho? Qual é o valor de ter uma igreja fria?ou ser vermelho-quente ou frio gelo. Você não reclame Pentecoste a menos que você viva Pentecostes. Não pule mais alto do que você vive. Isto é certo. É uma vergonha; isso traz uma desgraça ao resto deles. Isso é como contrabandear bebidas alcóolicas juntos tanto que fere ao incredulo; é essa gente que reclama ter algo e atuando como o mundo; isso é o que é tropeço.

 Mateus 6: 24Ninguém pode servir a dois senhores; porque ou há de odiar um e amar o outro, ou se dedicará a um e desprezará o outro. Não podeis servir a Deus e a Mamom.

         O Irmão Branham disse no sermão Discernimento de Espírito 08.03.1960 par: I Sabendo certamente que no dia do julgamento nós seremos trazidos face a face com esta geração; e sendo ministros, nós seremos os juízes. E as pessoas para as quais nós temos falado, e suas atitudes para com a Palavra a qual nós lhes temos trazido, determinarão o destino eterno delas. Portanto, Senhor, naquele dia nós seremos juízes a favor ou contra a geração para a qual nós temos pregado.

 E de novo ele disse no sermão, Tu Semente Possuirá As Portas 21.01.1962M – P: 69Então, Deus irá apreciar um homem que vai ser o que ele é, ou um homem que professa cristianismo. Vamos ser um cristão cheio com o Espírito Santo com a Palavra de Deus ou esqueça isso. Isso é certo, porque senão você se torna um hipócrita, e vivendo uma vida diferente. E as pessoas vão ver você correr por aí a fumar e com danças e coisas desse tipo, e dizendo ser um cristão. Então, veja, você coloca um obstáculo no caminho do outro. Vejo vocês mulheres, às vezes, como cortam seu cabelo e vestindo estes vestidos curtos, olhando-se como uma” weenie” esfolados para baixo ou algo assim, e vai lá fora na rua, andando com saltos tão alto, pisando na rua. Isso é ser pentecostal? Em seguida, as outras igrejas dizem: “Eles alegam que tem algo que eles não têm.”.

 Agora, eu creio que a razão pela qual as pessoas tratam de ver quão perto pode viver na linha da fronteira é porque eles não respeitam a Deus. Eles podem clamar que Ele é seu Salvador, mas Ele é o Senhor de Sua vida?

         E do sermão, Respeitos 15.10.1961- E – P: 25[6] irmão  Branham disse: “Terminando em Eclesiastes, capitulo 12, e verso 13, está escrito assim, está vendo. De tudo o que se tem ouvido, o fim é: Teme a Deus e guarda os Seus mandamentos; porque este é o amplo dever de todo homem. A conclusão de todo o assunto é para “temer a Deus.” E, quando, você não pode ter respeito até que você tenha temor. Você tem que ter temor de Deus. Salomão também disse, em Provérbios, que:

        O temor de Deus é o principio da sabedoria,

        O temor de Deus é o principio da sabedoria,

        Agora, aquilo não quer dizer que você tenha medo d’Ele, porém isso quer dizer que você está dando “respeito” e “reverencia” E quando você respeita a Deus, você teme a Deus. Você teme que você possa desagradá-Lo de alguma maneira, você teme com receio de você fazer algo errado. Você não desejaria fazer. Eu temo minha mãe. Eu temo minha – minha esposa. Eu temo minha igreja. Eu temo todos os servos de Deus, a menos que eu pusesse uma pedra de tropeço em algum lugar em seus caminhos. Eu – eu temo as pessoas. Eu temo as pessoas da cidade, a menos que se eu fizesse algo errado que lhes fizesse pensar que eu não fosse um Cristão. Está vendo, você tem, antes que você possa ter respeito, você tem que ter temor. E Deus exige isto, Ele exige respeito. Deus o faz, Ele exige isto. E o temor traz isto. E nós sabemos que o temor traz respeito”.

 Agora observe, eu não diria que devemos ter uma atitude que se senta ao redor e condena aos outros porque eles não são tão comprometidos como você poderia ser. Isso só mostra a sua própria falta de maturidade espiritual. Mas eu acredito que as pessoas não dão a Deus o seu melhor, porque eles têm mais respeito pela sua própria opinião ou nos seus próprios consolos do que eles têm pela opinião de Deus e Seus desejos para você.

 Vamos tomar alguns exemplos. Quando você vem a casa de Deus como você vem? Qual é sua atitude acerca de vir? Vem mastigando chiclete? Mastigaria pastilha elástica se você fosse convidado a Mansão do Governador?

 E como você se vestiria se te fosse pedido para ter um encontro com o Governador? Poderia mostrar-se com vestuário casual? Ou será que você vestiria o seu melhor?

E ainda temos aqui uma oportunidade para entrar na presença do Rei dos reis, e quando somos convidados à própria casa de Deus, porque é que pensamos que Ele não olha para o esforço que fazemos para chegar aqui?

 Eu gosto do que disse Malaquias sobre a forma como os sacerdotes vieram e apresentaram os seus dons de Deus.

 Ele disse em  Malaquías 1: 6O filho honra o pai, e o servo o seu senhor; se eu sou pai, onde está a minha honra? E, se eu sou senhor, onde está o meu temor? diz o SENHOR dos Exércitos a vós, ó sacerdotes, que desprezais o meu nome. E vós dizeis: Em que nós temos desprezado o teu nome? 7 Ofereceis sobre o meu altar pão imundo, e dizeis: Em que te havemos profanado? Nisto que dizeis: A mesa do SENHOR é desprezível. 8 Porque, quando ofereceis animal cego para o sacrifício, isso não é mau? E quando ofereceis o coxo ou enfermo, isso não é mau? Ora apresenta-o ao teu governador; porventura terá ele agrado em ti? ou aceitará ele a tua pessoa? diz o SENHOR dos Exércitos. 9 Agora, pois, eu suplico, peça a Deus, que ele seja misericordioso conosco; isto veio das vossas mãos; aceitará ele a vossa pessoa? diz o SENHOR dos Exércitos. 10 Quem há também entre vós que feche as portas por nada, e não acenda debalde o fogo do meu altar? Eu não tenho prazer em vós, diz o SENHOR dos Exércitos, nem aceitarei oferta da vossa mão.

 E ainda temos muitas igrejas ainda hoje que vai abrir os seus púlpitos para quase todos, menos para aqueles que ensinam à verdade. Assim, você vê a sua atitude faz a diferença com Deus.

 Na verdade, Irmão Branham disse no sermão DESDE AQUELE TEMPO – 02.03.1960 – PAR. 24 “O que quer que seja sua atitude para Deus, sela seu destino eterno”.

  E sabemos segundo Hebreus 10 que há uma série de pessoas que terão a escolha errada (uma má atitude) para com o sangue do pacto, mostrando desrespeito,

Hebreus 10:29 “De quanto maior castigo cuidais vós será julgado merecedor aquele que pisar o Filho de Deus, e tiver por profano o sangue da aliança com que foi santificado, e fizer agravo ao Espírito da graça?

Veja, que fizeram afronta ao Espírito da Graça fazendo da Graça uma desgraça, dizendo: “Posso fazer o que eu quero fazer e ainda ser salvo”. Eu não penso assim. E eles têm pisado com o pé o sangue do pacto. Acha que Deus vai permitir que esse tipo de atitude fique impune? Eu não penso assim.

 Irmão Branham disse O Cego Bartimeu – 07.04.1956 – P: 28 A sua atitude para com o Filho de Deus, então tem selado seu destino. E a sua atitude perante Ele esta noite vai fazer a mesma coisa para você.

             Portanto, não me diga que não é importante crer que Deus tem um filho. Sua atitude em relação a Ele irá selar o seu destino. E sabemos também em Hebreus 6 essas mesmas pessoas que mostram falta de respeito para a iluminação de uma vez por todas e, assim, Deus envia-lhes uma influência de engano para que sejam iludidos para que fiquem longe da Verdade bendita.

 Não acho que Deus vai colocar-se com esse tipo de absurdo quando você não gosta é quando alguém te mostra esse tipo de desrespeito.

 E falando sobre Hebreus seis, o irmao Branham disse em seu sermão intitulado HEBREUS CAPITULO 6 – 08.09.1957 – Par. 61  (152(379- Parágrafo antigo da tradução de Goiânia Hebr. 6 parte 2)Veem a respeito de que Ele está falando? Ele não está falando sobre Cristão caindo e sendo impossível voltar. Ele está falando sobre cristãos carnais que vão através da forma da reforma. Mas, ele disse, “Para vocês que nasceram de novo, vocês que são amados cristãos, esperamos coisas melhores de vós. Vocês não dizem tais coisas. Vocês não vivem aquele tipo de vida. Vocês estão seguros em Cristo”. O que ele disse aqui? Agora vamos a hebreus 10, onde estávamos nesta manhã, outra vez. Agora vamos ler então, outra vez, em Efésios 4: 30. E vamos ver isto, só um momento, e observar o que isto diz para sustentar isto, e fazer a Escritura estar de acordo com a Escritura. Efésios 4, vejamos, Efésios 4 e 30. Vamos ler e ver o que Isto diz. Ouçam: não entristeçais o Espírito Santo de Deus… (Oh, como somos batizados no corpo? Um Espírito!)… não entristeçais o Espírito Santo de Deus, no qual estais selados para o dia da redenção.

 88-2 A ERA DA IGREJA DE EFESO – LIVRO DAS ERAS DA IGREJA CPT 3 PG. 86O desejo fervente de honrar a Deus, a paixão de conhecer Sua Palavra, o choro de penetrar no Espírito, tudo isso começa a decair e em vez daquela igreja estar ardente com o fogo de Deus, tem se esfriado e tem se feito formal. Isso é o que estava sucedendo ali com os Efésios. Estavam chegando há ser um pouco formais. A dedicação completa a Deus estava decaindo e as pessoas não tinham cuidado do que Deus pensava delas à medida que começaram a levar em conta o que o mundo pensava acerca delas. A segunda geração era igual a Israel. Eles pediram um rei para assim serem como as demais nações. Quando fizeram isso, eles rejeitaram a Deus. No entanto, fizeram-no. Essa é a história da igreja. Quando ela pensa mais em ajustar-se ao mundo em vez de ajustar-se a Deus, não tardará muito tempo para que você comece a ver que deixam de fazer as coisas que faziam e começam a fazer coisas que não fizeram originalmente. Mudam seu modo de vestir, suas atitudes e seu comportamento. Chegam a ser frouxos. Isso é o que quer dizer Éfeso: “Relaxado – frouxos”. [7]

 Em ROMANOS 12: 1 O Apóstolo Paulo disse:Rogo-vos, pois, irmãos, pela compaixão de Deus, que apresenteis os vossos corpos em sacrifício vivo, (e que tipo de sacrifício se supõe que temos que apresentar nossos corpos a Deus? Então segue dizendo a você o que é isso) santo,(e o que seria isso?) e agradável a Deus, que é o vosso culto racional.

 E a tradução BIV diz, este é seu ato espiritual de culto. Agora, veja o versículo dois. Como nós executaremos este sacrifício santo e agradável a Deus?

 Paulo nos diz no versículo dois: 2 E não sede conformados com este mundo, mas sede transformados pela renovação do vosso entendimento, para que experimenteis qual seja a boa, agradável, e perfeita vontade de Deus. 3 Porque pela graça que me é dada, digo a cada um dentre vós que não pense de si mesmo além do que convém; antes, pense com moderação, conforme a medida da fé que Deus repartiu a cada um.

 A tradução Wuest diz: “Portanto irmãos, vos rogo por meio da instrumentalidade das misericórdias de Deus que apresenteis vossos corpos como sacrifício vivo, santo, agradável a Deus, que é vosso verdadeiro culto. Vosso verdadeiro culto é executado por meio do exercício mental. E assumindo uma expressão exterior que não vem de dentro de ti e que não é representativo do que é em seu ser interno, senão é depois desta idade; mas mudando sua expressão exterior do que vem de dentro e é a representação de teu ser interno, por meio da renovação da mente, resultante do sentir a prova da qual é a vontade de Deus, boa e agradável e completa e tendo encontrado que satisfaça especificações, colocar-lhe a sua aprovação.”

 Agora, tem 10 coisa que o apóstolo Paulo menciona aqui nestes dois primeiros versículo do capítulo 12:

 ROMANOS 12: 1Rogo-vos, pois, irmãos, pela compaixão de Deus, que 

#1-apresenteis os vossos corpos Isto fala de quão importante é a apresentação

 #2- em sacrifício vivo, – Isto fala de um sacrifício que se tem feito vivo, pela mesma vida de Deus em nós, e que a apresentação de nossos corpos deve ser

 #3- santo, E temos que entender o que é este santo significa se estamos aqui para saber o que é.

 #4- agradavel a Deus,   E o Apóstolo Paulo disse:

 #5- que é o vosso culto racional. “Portanto, se é uma coisa razoável, então, certamente é mais atingível, ou Deus não exigiria isso. E se é razoável é devido à atenção que ela produz. Como eu tenho vos ensinado anos atrás, sua mente é como um jardim, e é cheia de sementes que são seus pensamentos, e se as sementes que estão sendo manifestadas são erradas então você deve cortar o abastecimento de água. Irmão Branham perguntou a um chefe índio que foi batizado com o Espírito Santo como as coisas estavam indo desde que ele nasceu de novo. E ele disse: “Dois cães guerreiam dentro de mim desde que eu nasci de novo.” E irmão Branham disse:”quem está ganhando, chefe? E o chefe respondeu: “aquele que eu alimentar mais”

 #6- E não sede conformados com este mundo; E isto nos diz que esta condição santa deste sacrifício santo vem de uma separação do mundo e das coisas do mundo. Uma consagração a Deus.

 #7- Mas sede transformados, E sabemos que a transformação fala de uma mudança de um estado a outro estado. E isto vem por:

 #8- pela renovação do vosso entendimento, e isso é para que:

 #9- para que experimenteis, E assim o seu sacrifício na sua carne, e ao fato de que sua mente faz brotar a mudança no corpo é a prova da

 #10- qual seja a boa, agradável, e perfeita vontade de Deus.

 Assim, vemos que Deus nos chama para fazer brotar em nossos corpos um santo sacrifício. Em ROMANOS 12: 1-2 Paulo está a dizer-nos como estamos para apresentar os nossos corpos como um sacrifício vivo, e é pela renovação das nossas mentes.

 2E não sede conformados com este mundo, mas sede transformados (Como nós seremos transformados?) pela renovação do vosso entendimento, (e o que isto fará para nós? Diz )  para que experimenteis qual seja a boa, agradável, e perfeita vontade de Deus. (Tudo isto é sobre a vontade de Deus. Jesus disse, Como está escrito no Livro, Eis aqui venho, oh Deus, para fazer tua vontade)[8]

 Jesus disse: Pai, não se faça minha vontade mas a tua. E Paulo disse em Colossenses “haja pois, (esta atitude) em vós o mesmo sentimento que houve em Cristo Jesus, Observe aqui, como ele continua.

 Agora, para os próximos minutos eu gostaria de centrar a nossa atenção sobre Paulo de como estamos a apresentar os nossos corpos como um sacrifício vivo a Deus. E nós vamos olhar para o que significa ser santo. Ele disse que este sacrifício vivo é aquele que é santo, por isso, queremos saber o que significa ser um sacrifício vivo que é sagrado.

 Note, ponto n º 3, Ele disse, Santo. Estamos a apresentar a Deus, não só um sacrifício vivo, mas um santo sacrifício. E como isso é possível, pois não há santo senão o Senhor.

  Agora, Paulo nos disse que nosso sacrifício vivo é ser Santo, e a palavra que ele usou é a palavra grega, hagios pronunciado, (hag-’-ee-os) e esta é formada de duas palavras raízes, hagnos a qual significa: puro, casto, claro, sagrado, puro de sensualidade, modesto, imaculado e limpo. A outra palavra raiz é Thaipo e significa, acariciar com amor terno. Ou  cuidado terno.

 Então vemos que trazer essas duas palavras juntas, temos uma pureza que vem como um resultado do amor e cuidados terno. Portanto, temos a partir da pureza, o motivo verdadeiro de cuidados terno, e vemos modéstia que vem do terno amor, e vemos a partir do sagrado em resposta ao amor puro. Como irmão Branham pregou a mensagem “Convencido e interessado”, sermos convencidos traz uma verdadeira preocupação, e temos uma vida pura na carne, que é modesto, puro e limpo, e não de um medo do castigo, nem de um receio de ser penalizado, mas como um resultado de uma motivação interior de um motivo interno de amor e cuidado Terno por meio de nosso Salvador. Esta santidade que Paulo está falando não é o resultado de uma vida rígida e disciplinada, mas um resultado de verdadeiro carinho e amor para com Deus.

 Como isto, é contrário à vida de disciplina rígida dos legalistas. Essas são pessoas que por medo do castigo de um Deus Santo vivem com medo e anda com medo e tremem ao pensar sobre a separação eterna de Deus e do céu. Essas são pessoas que fazem o bem, não porque é a coisa certa a fazer, mas eles fazem o bem devido ao receio de serem penalizados por fazer o errado.

             Mas Paulo disse que este é um sacrifício Santo, e vem de uma motivação diferente. Um motivo que é estimulado por terno Amor e cuidado terno por meio Daquele que lhes deu novo nascimento Ah, quão diferentes são os dois motivos. Um te amarra, enquanto o outro te dá à liberdade, ainda que ambos vão produzir as mesmas obras, e os mesmos atos exteriores. Mas Paulo começou com o pensamento de como estamos apresentando os nossos corpos como um sacrifício vivo, e assim ele coloca as nossas mentes sobre a importância da apresentação.

 O homem que chega a casa após um árduo dia de trabalho e encontra o aroma de uma torta de maçã assando no forno, cozido e pão fresco cozido sentado ao redor e um agradável aroma de uma boa comida cozida, tem uma apresentação muito melhor que o homem que chega a casa e tem uma nota sobre o refrigerador que diz que “o jantar ta congelado no freezer, coloque-o no forno a 325 e te verei uma hora depois que eu voltar das compras”. A apresentação da primeira diz ao homem que é amado, e sua esposa tem ternura para com ele, enquanto que a nota deixada no freezer  diz um motivo totalmente diferente de sua esposa para o homem. Uma mostra amor e carinho, a outra mostra frieza e cálculo.

 Então vemos em um exemplo, a atmosfera foi definida para dar uma apresentação deste maravilhoso dom de jantar com ele, enquanto por outro lado, vemos o homem que veio para casa e sua esposa tem uma nota gravada com instruções para o refrigerador de como ele deve preparar sua própria refeição.

 Em ambos os casos, ambos os homens recebem uma oferta de um jantar a partir de sua esposa, mas o que faz a diferença está na apresentação desse presente. E isso é a mesma maneira que Deus olha para o que nós fazemos. Sua Santidade não acrescenta nada a Deus, mas se você apresentar o seu presente com amor terno e cuidado para com Ele, Ele olha para o seu motivo, Ele olha para o próprio recesso do seu coração, e conhece a sua apresentação, se é motivado por amor ou pelo medo.

 LEVITICO 20: 7Portanto santificai-vos, e sede santos, pois eu sou o SENHOR vosso Deus. 8 E guardai os meus estatutos, e cumpri-os. Eu sou o SENHOR que vos santifica.

 Nossa Santidade é um resultado de um ato limpo, que só pode vir da Palavra de Deus. Não é um ato em nossa carne, produzido por nossa disciplina, mas é uma expressão que começa em nossa mente, e se mostra experiormente por meio das ações de nossos corpos.

 Em SALMOS 119: 9 lemos: Com que purificará o jovem o seu caminho? Observando-o conforme a tua palavra.

 Então, como pode um jovem se limpar a si mesmo se não faz caso da Palavra de Deus? Assim vemos que é fazendo caso da Palavra que traz limpeza em nossa vida. Assim, sua atitude e o motivo por trás de seu sacrifício são os mais importantes para Deus que os mesmos sacrifícios.

 Jesus disse um relato sobre as duas maneiras de se aproximar de Deus. Em LUCAS 18: 10Dois homens subiram ao templo, para orar; um, fariseu, e o outro, publicano. 11 O fariseu, estando em pé, orava consigo desta maneira: Ó Deus, graças te dou porque não sou como os demais homens, roubadores, injustos e adúlteros; nem ainda como este publicano. 12 Jejuo duas vezes na semana, e dou os dízimos de tudo quanto possuo. 13 O publicano, porém, estando em pé, de longe, nem ainda queria levantar os olhos ao céu, mas batia no peito, dizendo: Ó Deus tem misericórdia de mim, pecador! 14 Digo-vos que este desceu justificado para sua casa, e não aquele; porque qualquer que a si mesmo se exalta será humilhado, e qualquer que a si mesmo se humilha será exaltado.

 É a abordagem que conta. Um homem se aproximou de Deus com um coração discriminado e contrito e abertamente Deus aceitou sua oração, enquanto outro homem, sem dúvida tinha vivido uma vida muito mais disciplinada, mas olhe para a sua abordagem. Ele não estava buscando o perdão! Ele estava orgulhoso, e se jactanciando de como ele era muito melhor do que o pecador, ao lado dele. E olha as palavras de Jesus sobre esse homem. Jesus disse que ele nem sequer foi justificado, enquanto que o homem que se aproximou a Deus em contrição foi embora justificado, limpo e livre de toda culpa e mancha aos olhos de Deus.

 A Grande Comissão – 01.03.1958 – B P: 13Você não pode ficar parado na Presença de Deus e condenar a alguém, eu não creio, não senhor, mesmo que ele seja um pecador grosseiro. E o que dizer de um irmão que fez um erro? Embora eu diga que ele está errado. Às vezes ele é acusado errado quando ele não é errado. Mas se ele estiver errado, bem, se vamos levá-lo ao trono de Deus, fique lá ombro-a-ombro com o nosso irmão, sabendo que ele é um mortal, e, talvez, o seu destino repousa sobre a nossa atitude em relação a ele, quando voltarmos a partir do trono de Deus, nós vamos perceber que somos todos culpados, e todos nós precisamos de ajuda um do outro. E a melhor maneira de fazer é orar.

 Discernindo O Corpo Do Senhor 12.08.1959 – P: 12Agora, nosso destino eterno não está completamente determinado pelo que vemos ou ouvimos, porém está determinado pela classe de discernimento que temos do que vemos e ouvimos. Paulo não estava disputando com eles por haver tomado a Comunhão. O ato deles estava bem, porém seu discernimento estava mal. O tomar a Ceia do Senhor é o mandamento do Senhor, porém tomá-la indignamente, não discernindo o Corpo do Senhor, é onde está o erro. [9]

 Hebreus 2: 1PORTANTO, convém-nos atentar com mais diligência para as coisas que já temos ouvido, para que em tempo algum nos desviemos delas.

 Agora, temos conversado sobre a atitude que é a que faz a diferença. E a atitude de Jesus é o que todos aspiram a ser como Ele, e sabemos que Jesus não estava vivendo para si mesmo, pelo contrário, Ele viveu para os outros. Na verdade, irmão Branham nos disse que Vida eterna é viver para os outros.

         Na Mensagem  Aquele dia no Calvário 25.09.1960 – P: 38 William Branham disse: “Ele era simplesmente um Homem, o Homem perfeito. Ele deu Sua vida, e Ele fez um exemplo para você. Agora, o que devemos fazer. Agora, a primeira coisa que eu quero dizer é: Jesus nunca viveu para Si Mesmo. A Sua vida foi gasta para outros. Isto é perfeitamente vida eterna. Quando você diz que vai à igreja e você faz boas coisas, isto é bom. Mas quando você vive a sua vida para si mesmo, você não tem vida eterna. Vida eterna é viver para os outros.           Isto foi provado quando chegou o Cordeiro de Deus. Ele viveu e teve vida eterna porque Ele não viveu para Si Mesmo. Ele viveu para os outros. E você recebe vida eterna recebendo aquele dia, e você não vive mais para si mesmo. Você vive para os outros. “. [10]

 Filipenses 2: 1PORTANTO, se há algum conforto em Cristo, se alguma consolação de amor, se alguma comunhão no Espírito, se alguns entranháveis afetos e compaixões, 2 Completai o meu gozo, para que sintais o mesmo, tendo o mesmo amor, o mesmo ânimo, sentindo uma mesma coisa. 3 Nada façais por contenda ou por vanglória, mas por humildade; cada um considere os outros superiores a si mesmo. 4 Não atente cada um para o que é propriamente seu, mas cada qual também para o que é dos outros. 5 De sorte que haja em vós o mesmo sentimento que houve também em Cristo Jesus,

 Agora, quando eu olho para um irmão, eu não meço a maturidade cristã do irmão por aquilo que ele sabe acerca da doutrina desta mensagem.

 Eu vou medir sua maturidade cristã pelo quanto ele dá de si mesmo aos outros, e como ele conduz sua vida diante dos outros e na privacidade da sua própria casa. E não porque ele sente que ele tem de fazer, a fim de se salvar. Não que isso seria legalismo, mas sim, o quanto ele sai do seu caminho para não ofender os outros com quem ele entra em contato.

 Jesus disse em Marcos 9: 41Porquanto, qualquer que vos der a beber um copo de água em meu nome, porque sois discípulos de Cristo, em verdade vos digo que não perderá o seu galardão. 42 E qualquer que escandalizar (tropeçar, causar tropeço. NT.) um destes pequeninos que creem em mim, melhor lhe fora que lhe pusessem ao pescoço uma mó de atafona, e que fosse lançado no mar.

 Agora a palavra tropeçar se traduziu da palavra grega skandalizo o que significa ofender, ou tropeçar. Causar tropeço a alguém ou os incitar ao pecado.

 E Jesus disse-nos que seria melhor que se amarasse uma pedra de moinho em torno de seu pescoço e fosse lançado no mar do que tropeçar ou causar tropeço a algum dos pequenos que creem Nele.

 Em outras palavras, Ele está falando de crentes causando escândalos, levando outros crentes a tropeçarem por algo que você faça ou diga.

 Para encerrar vamos a I corintios 8: 2E, se alguém cuida saber alguma coisa, ainda não sabe como convém saber.  Finalmente, voltamos a romanos 15: 1Mas nós, que somos fortes, devemos suportar as fraquezas dos fracos, e não agradar a nós mesmos.

 Oremos, querido Pai, ouvimos hoje uma mensagem muito forte de que nos permite a nós conhecer, sem sombra de dúvida, que a nossa atitude em relação a Ti se reflete na forma que caminhamos , falamos e tratamos um ao outro.

 Ajuda-nos Pai a termos a atitude que estava em Teu Filho Jesus. Ajuda-nos a ter não só a mente dele, mas a sua atitude perante a Tua vontade, porque Ele veio fazer Tua vontade, Ó Deus. E Ele disse: “Minha comida é fazer a vontade do Meu Pai.” Ajuda-nos a sermos dispostos e obedientes assim, te pedimos no nome Precioso de Jesus, amém.

BrianKocourek

 Rev. Brian Kocourek

Domingo, 3 de Julho de 2005

COPYRIGHT – © 1999 Grace Fellowship Tabernacle. – All rights reserved. Write to : Grace Fellowship Tabernacle, PO BOX 1403 Lebanon, Ohio 45036 U.S.A. Violators may be prosecuted under international law. U.S. Copyright Office 101 Independence Ave. S.E. Washington, D.C. 20559-6000(202) 707-3000

 Tradução para o português em Julho de 2009 por irmão D. Rosendo

Revisão: Irmã Raquel.

www.doutrinadamensagem.com

radiounife@hotmail.com



[1] O texto aqui utilizado foi da tradução de Goiânia. NT

 

[2] João Calvino foi um reformador religioso  francês do século XVI). Calvino ensinava que a Eleição é Incondicional: A eleição de Deus é desde a eternidade para aqueles a quem Ele trará a Si Mesmo, e não é baseada em virtude prevista, mérito, ou fé em ditas pessoas. Mas que está incondicionalmente fundada na misericórdia de Deus. (NT)

 

[3] João 6:37

[4] Originalmente, o termo obra-prima (em francês chef d’œuvre) referia-se a uma peça de arte manufacturada, produzida por um artesão que pretendesse ascender à posição de mestre na sua corporação (seja de ourivesaria, tapeçaria ou outra). Ele se tornaria conhecido ou reconhecido por sua melhor obra de arte, no espanhol “Obra Maestra” do inglês “Masterpiece”. Atualmente ainda são vigentes algumas destas tradições na Alemanha e na França. Estas peças de arte aspiram à perfeição, sendo admiradas pela sua beleza e elegância. Nos tempos atuais, este termo é usualmente empregue para definir qualquer obra de arte considerada extraordinária, nomeadamente para referir a melhor obra de um artista. É assim que o irmão Branham define o trabalho idealizado e realizado pelo proprio Deus, ao apresentar Seu Filho Jesus Cristo, e dali, sua Noiva. (NT)

 

[5] O sermão “Olhando para o Invisível” que foi traduzido por Goiânia, é do ano de 1958 (Looking At The Unseen  03.10.1958)

[6] Texto da tradução de Goiânia, parágrafo 46 ao 50. NT.

[7] A Era da Igreja de Éfeso parágrafo 67 na tradução de Goiânia – NT.

[8] Hebreus 10:7

[9] Parágrafo 15 na tradução de Goiânia. NT.

[10] Parágrafos 75 a 77 na tradução de Goiânia . NT.

Leia Tambem:

 

A Obra Prima – Parte 1 – A Fonte da Vida

Os conteúdos deste website são propriedade exclusiva da Grace Fellowship Tabernacle, Inc. ©   Se você deseja usar o material contido neste site para uso público entre em contato com o proprietário do site, por permissão por escrito. Nós não vamos negar a permissão se o uso é para a edificação da igreja. A permissão não será dada para aqueles que procuram ser contencioso.

Gostou? Compartilhe na rede!
Tags

3 Comentários  - Clique aqui para comentar!

  • Look At This…

    Qual o Tipo de Pessoas Que Deveríamos Ser? – Doutrina da Mensagem…

    Trackback feito por Look At This — 19 de março de 2014 @ 2:43

  • just click the up coming page…

    Qual o Tipo de Pessoas Que Deveríamos Ser? – Doutrina da Mensagem…

    Trackback feito por just click the up coming page — 26 de março de 2014 @ 22:24

  • navigate here…

    Qual o Tipo de Pessoas Que Deveríamos Ser? – Doutrina da Mensagem…

    Trackback feito por navigate here — 27 de março de 2014 @ 23:56

Feed RSS para comentários sobre este post. TrackBack URL

Deixe um comentário

Dados da Matéria

Dados do Autor

Doutrina da Mensagem Admin do site doutrina da mensagem » Blog do autor. » Site do autor.