Quem Falou Sobre Um Papa Negro? Download PDF

Quem Falou Sobre Um Papa Negro?

papa negro

Haverá um papa negro?

O último papa será um negro?

Tem alguma profecia sobre esta questão?

Porque muitos irmãos na mensagem questiona isso?

De onde surgiu esta ideia e até que ponto merece nossa atenção?

Só para tirar algumas dúvidas dos amados irmãos, que por falta de informação chegaram a cogitar que a história sobre um papa negro foi profetizado por William Branham, desejo nesta pequena matéria juntar umas poucas informações para ajuda-los a compreender um pouco as coisas.

Irmão BranhamWilliam Branham nunca falou nada sobre um Papa Negro, inclusive se alguém pensa que está em alguma mensagem que ainda não foi traduzida, esqueça, pois já averiguamos isso.

No dia  15 de Fevereiro de 2013 o irmão Dornelles enviou tal pergunta para o Pr. Brian Kocourek associado do irmão Lee Vayle em Ohio: Profecia Sobre um Papa Negro” –  Irmão Brian, perdoe-me por te incomodar, mas você pode me dizer se existe alguma profecia de Branham onde ele mencione a vinda de um papa negro? Isso é algo que tem ganhado o mundo todo mas todos os ministros que argumentam isso até agora não puderam mostrar nenhum parágrafo e algumas pessoas estão me perguntando sobre isso. Obrigado. A Resposta do Pr. Kocourek foi: “Não existe nenhum parágrafo que eu tenha visto concernente a um papa negro. Brian Kocourek

Ora, dizem que onde há fumaça, há fogo… mas as vezes o que se ver não é fumaça, pode ser apenas vapor. Mas então, de onde saiu a ideia de um papa negro? Cogitar isso em nossos dias parece coisa de racismo, pelo que parece. Pois uma vez que no último papa se encarnará o próprio Lúcifer (segundo o que se nota pelas profecias) então viria a calhar se imaginar que esta encarnação se desse em uma pessoa de descendência Afro. E com isto, se liga a encarnação do mal as pessoas afro-descendentes, e como antigamente se propagava pela própria igreja que negros nem tem alma, imagine um papa negro desalmado com o diabo encarnado! Foi esta ideia que se vendeu “gratuitamente” durante muitos anos, e as pessoas de cor negra sofreram por todos os lados com o racismo, o desprezo a escravidão etc.

Pois bem, se foi por racismo ou por uma “visão”,  verdadeira ou falsa [trabalhando aqui com hipóteses] isto está vindo de séculos passado e ainda atormenta a mente de muitos nestes dias. Não é a toa que recentemente eu ouvi uma pequenina criança perguntando se o “bicho papão” era preto, e com isso fazem associação da cor negra com o mal, por causa de trevas e escuridão. Temos que ser maduros, e equilibrados para sabermos separar as coisas e não tirarmos pontos centrais do contexto, pois foi assim que a mente humana foi manipulada durante anos. Com pretextos definidos se descontextualiza os pontos, para gerar confusão e dirigir a mente das pessoas para onde se deseja.

Poderíamos ter um papa negro no poder? Sim, porque não?

ObamaEra impossível imaginar um homem negro e ainda por cima muçulmano no comando do país mais poderoso da terra, país este que foi colonizado por evangélicos, mas lá está.

dilmaEra impossível imaginar a anos atrás uma mulher comandado o posto mais poderoso em um país, a aqui já temos isso. Muitas impossibilidades estão se tornando possíveis, viáveis, e agora imagináveis. A Palavra de Deus está em pleno cumprimento, e é trabalho de satanás fazer de tudo para desviar nossa atenção do que realmente importa saber neste tempo.

Uma luta está sendo travada no mundo invisível, ao nosso redor, e as mentes estão sendo preparadas de antemão para se acostumar com lutao óbvio, e aos poucos o errado já não parece tão errado assim, e o que é certo… bem, o que é mesmo certo em um tempo de “liberdade” onde cada um tem sua verdade para apresentar? Claro que esta liberdade não passa de uma escravidão, onde a humanidade se torna um grande exercito contra a Verdade do Deus Todo-Poderoso, para muda-la em mentira, e assim já não se sabe pelo que se luta, ou o que estão a defender.

Para finalizar, aqui está de onde surgiu a ideia de um papa negro. Isto vem das profecias de São Malaquias. E do monge de Pádua, como é chamado. (não se trata do Malaquias Bíblico) mas este Malaquias é considerado o profeta dos papas, e suas profecias são sobre a sobre a Igreja Católica. As duas consistem em uma lista com poucas palavras atribuídas a cada Papa.

MalaquiasMalaquias O’Morgain (1094 ou 95-1148) nasceu em Armagh, na Irlanda. Foi Arcebispo de Armagh e ficou conhecido como São Malaquias. Segundo a tradição, ele teve uma visão ao visitar o Papa em Roma em 1139.  Ele passou a profecia ao Papa Inocêncio II. Ela desapareceu e foi reencontrada somente em 1590 por um monge beneditino nos arquivos do Vaticano, tendo sido publicada poucos anos mais tarde.

Para alguns, a profecia de São Malaquias não é verdadeira. Mesmo que a profecia não tenha realmente sido escrita por ele, isso não é muito importante, já que ela vem sendo confirmada. Sua profecia se trata de uma lista em latim que descreve a existência de 111 papas desde 1143 até o último, com pequenos nomes latinos atribuídos aos papas.

A profecia de Malaquias se referia “A glória da oliveira” se especulou sobre a ordem de São Benedito, cujo símbolo é a oliveira e cujo santo, São Benedito, é negro. Foi dessa análise que surgiu a profecia sobre um papa negro.

 NostradamusAlém destas palavras de Malaquias, tem uma centúria de Nostradamus que diz:

Antes que advenha a mudança de império

 Virá um caso bastante maravilhoso

 A fortaleza mudada, o pilar da rocha

 Mas transmutado sobre o rochedo negro.”

É destas duas coisas citadas acima, que surgiu a ideia de um papa negro, com base nas palavras de Malaquias, e de Nostradamus.

 Portanto amados irmãos da Mensagem do último dia, não percam seu precioso tempo a conjecturar sobre tais coisas. Se o papa atual for o último, prepare-se… não esteja tão de olho no cumprimento da profecia a menos que esteja se aprontando para a subida, começando com uma mudança de entendimento. Se este não for o último, logo teremos o último. O cumprimento da profecia só Deus que sabe o momento, e é Ele que vela por Sua própria Palavra para cumpri-la. A sucessão papal não é tão importante, importa você saber que tudo isso se trata de um e mesmo poder, apenas se adequando ao tempo até chegar ao clímax, ou a taça de abominação ficar cheia.

 Olhemos para cima, nossa redenção se aproxima, tenha uma mente aberta pois a cada momento tudo pode mudar, até mesmo você, de um instante para outro você já não é mais a mesma pessoa. Mas Jesus Cristo é O mesmo ontem hoje e eternamente.

w.m.b “Está escondido. Agora recordem: “Nenhum homem no Céu, nenhum homem na terra, papa, bispo, cardeal, presbítero estatal, ou seja lá quem ele for, pode romper esses Selos, ou revelar o Livro, senão o Cordeiro.” E temos conjecturado, presumido, tropeçado, e inquirido, e — e essa é a razão pela qual estamos todos numa  grande confusão.”  [A Brecha entre as eras e os selos § 52]

Conjecturar = julgar, prever , presumir, depreender por conjecturas

Depreender =  1. Vir (por observação ou raciocínio) ao conhecimento de. = ENTENDER, COMPREENDER, PERCEBER

2. Chegar a determinada conclusão, a partir de sinais ou raciocínio. = CONCLUIR, DEDUZIR, INFERIR
Então ai está, não devemos conjecturar sobre isto ou aquilo, avançar sem autoridade e afirma esta ou aquela coisa, mas como vejo muita gente curiosa sobre tais assuntos, ainda mais que estamos vendo a historia ser escrita diante de todos, pois não vamos esperar como nossos antepassados, que fragmentos cheguem em nossas mãos anos depois dos fatos… O que se passa em todo mundo hoje está na palma da mão e diante de nós.
Não estamos tratando aqui de um personagem qualquer, mas do chefe da maior organização que o mundo já teve, organização esta que já tem 1.700 anos, isso contando do concilio de Niceia até nosso tempo. É claro que os movimentos desta organização bem como a sucessão do seu líder   são cartas marcadas, ou peças de um grande tabuleiro estrategicamente manuseado, pois Deus profetizou principio meio e fim desta organização.
Desejo acrescentar a este artigo uma matéria publicada em um site sobre “o fim do  mundo” onde são apresentada varias coisas que se escreveu sobre a sucessão papal.

“De acordo com Daniel Réju (Les propheties de Saint Malachie), até o século XIX, quando foi feita uma restauração, a Basílica de San Pablo de Extramuros, em Roma, possuía há séculos, 263 imagens que estavam, cada uma delas, associadas a um Papa, começando pelo apóstolo Pedro, coincidindo assim com o número de Papas da profecia de Malaquias. O número de Papas da profecia do Monge de Pádua também concide com o número da profecia de São Malaquias. 

As últimas seis descrições da lista de São Malaquias são: 

Pastor et Nauta (Pastor e Navegador) – João XXIII foi pastor de ovelhas quando criança e foi Patriarca da Cidade de Veneza, uma cidade onde é preciso movimentar-se através de pequenos barcos. 

Flos Florum (Flor das Flores) – No simbolismo floral, a flor de lis é considerada a flor das flores, de acordo com A. L. Bocconi. No brasão de Paulo VI havia uma flor de lis e no de sua família, a família Montini, 3 flores de lis. 

Medietate Lunae (Lua de Neutralidade) – Apesar da expressão ter praticamente sempre sido interpretada como lua média ou meia lua, o sufixo tate indica que o termo é um substantivo abstrato. E apesar de eu não saber quase nada de latim, media pode significar também “neutro”. Portanto, entendo que a insígnia lua de neutralidade faz muito mais sentido. O Papa João Paulo I ficou somente um mês no pontificado, a duração aproximada do ciclo de uma lua. Em tão pouco tempo, naturalmente, não ocorreu nada, tendo sido uma “neutralidade”. Significa, portanto, “trinta dias de neutralidade”.

De Labore Solis (Trabalho do Sol) – Esta insígnia já foi interpretada de várias formas. O Papa João Paulo II foi um Papa que viajou muito, como nenhum outro Papa, percorrendo o globo várias vezes, como a luz do sol. O Papa é sinônimo de trabalho. Suas constantes viagens demonstraram isso. O Papa veio do leste, como poucos, onde nasce o sol. O Papa vem da Polônia, onde foi apresentada publicamente a teoria eliocêntrica, onde a terra gira ao redor do sol. Há outras, relativas a eclipses solares em datas importantes de sua vida. 

De Gloria Olivae (Gloria à Oliveira) – Diz-se que este Papa converterá muitos judeus, pois a oliveira é o símbolo de Jerusalém. A oliveira é também o símbolo da paz (que virá depois da guerra) e este Papa será um conciliador. Pode estar se referindo ao evento das duas oliveiras, as duas testemunhas do Apocalipse, em um momento que será dado “glória às oliveiras”. Pode ainda ser um beneditino.  

Depois do nome De Gloria Olivae, a profecia termina com o seguinte trecho:  

“Na perseguição final à  Santa Igreja Romana, reinará Pedro o Romano, que apascentará suas ovelhas entre muitas tribulações, e depois disto, a cidade entre sete montes (Roma) será destruída e o juiz terrível julgará o povo”.  

Pode indicar que o último Papa escolherá o nome Pedro e será, assim como o primeiro Pedro, martirizado.  

 As profecias do Monge de Pádua foram publicadas pela primeira vez em Veneza em 1527 sob o título De magnis tribulationibus et Statu Ecclesiae.  Sua publicação é, portanto, anterior à publicação da profecia de São Malaquias, encontrada no Vaticano. Assim, como a lista de Malaquias, a lista do Monge de Pádua associa poucas palavras a cada um dos Papas, mas é menor, possuindo apenas 20 nomes. Os últimos seis Papas da lista receberam as seguintes palavras:  

“Homem de grande humanidade que fala francês” 

João XXIII (Papa de 1958 a 1963) 

Ele falava francês e foi núncio apostólico em Paris antes de se tornar patriarca de Veneza, além de ter sido um homem de grande humanidade. Iniciou seu pontificado visitando prisioneiros em Roma e os pobres nos hospitais. 

“A sombra do AntiCristo começará a obscurecer a Cidade Eterna” 

Paulo VI (Papa de 1963 a 1978) 

Em um discurso em 7 de dezembro de 1968, o Papa Paulo VI disse que “a fumaça de Satanás” tinha penetrado na Igreja por alguma fenda. 

“O pastor da laguna; seu reinado será tão rápido como a passagem de uma estrela cadente.” 
João Paulo I (Papa em 1978) 

João Paulo I faleceu um mês depois de sua eleição. 

“Virá de longe e manchará a pedra com seu sangue” 

João Paulo II (Papa de 1978 a 1999) 

O Papa João Paulo II vem da Polônia (a grande maioria dos Papas é italiana) e a pedra (igreja) manchada com seu sangue se refere ao tipo de morte, assassinato, que ele sofrerá – conforme outras profecias indicam. 

“Semeador de paz e de esperança em um mundo que vive suas últimas esperanças”. 
Próximo Papa (cerca de 2000-?) 

Semeador da paz, após a guerra, no último momento de paz da humanidade até a chegada do abominável AntiCristo e do fim. 

“Ele chegará a Roma de uma terra distante para encontrar tribulação e morte”.   
Último Papa (?-cerca de 2030) 

Também não deve ser italiano e será assassinado pelo AntiCristo, em uma época que será marcada pelas perseguições finais aos cristãos e o fim da Igreja Católica como instituição, poucos anos antes do “fim do mundo”. 

Fonte

 

Como podemos ver, se você leu até aqui toda a matéria, estes “profetas”  por mais que seus prognósticos foram acertados em uma boa porcentagem, eles passaram a ideia que a igreja católica sofreria nas mãos do anticristo. Ora, se de alguma forma tiveram algum sonho ou visão sobre os acontecimentos finais, deram uma interpretação errada, pois defendiam a ideia que a Igreja católica era de fato a igreja do Deus vivo, e não a grande prostituta de Apocalipse 17, cujo líder principal, que usurpa o lugar do Filho de Deus, é quem na verdade será o instrumento ou o cavalo onde se encarnará aquele que usurpou o lugar de Deus lá no principio, e por isso foi precipitado a terra.

Deus desceu a terra e se encarnou em Plenitude em Seu Filho Jesus, o diabo também se encarnará em plenitude, em um vaso que está previamente preparado para ele. Este vaso pode está já em nosso meio, pode está no trono, pode está de alguma forma tendo algum poder… mas ele não vai se manifestar enquanto o Espírito Santo estiver aqui.

Mesmo sem citar aqui capítulo e versículo, cada estudante da Palavra de Deus sabe do que se trata.

Shalom a todos

Ir. Rosendo

Veja Também as seguintes matérias:

Renuncia e Sucessão Papal

O Papa Francisco e o Numero Treze

Quem Falou Sobre Um Papa Negro?

Gostou? Compartilhe na rede!
Tags

3 Comments  - Clique aqui para comentar!

  • […] Quem Falou Sobre Um Papa Negro? […]

    Pingback feito por renuncia do papa - Doutrina da Mensagem — 16 de março de 2013 @ 6:11

  • Muito boa a esplicaçao, ótima
    melhor que esta não existe

    Comentário feito por Adao Martins Justino — 17 de março de 2013 @ 21:07

  • irmãos, eu creio nas mensagens do irmão William Branham de todo coração.
    Eu estava fazendo uma pesquisa na internet e me deparei com uma matéria sobre papa negro. É claro que pode ser uma coincidência já que o irmão Branham não falou sobre isto. E ali vi o nome de um tal Adolfo Nicolás (o papa negro) Pesquisando sobre esse nome na Wikipédia, ali diz que é um sacerdote católico, espanhol que foi eleito em 2008 como superior-geral da ordem dos jesuítas e chamado de papa negro por usar as vestimentas pretas e também por ter um grande poder oculto na igreja. Diz ainda que foi sucessor de Peter Hans Kolvenbach em 2008 e está até nos dias de hoje.
    Deus abençoe no nome de Jesus Cristo.

    Comentário feito por Lindalva — 27 de dezembro de 2013 @ 22:17

RSS feed for comments on this post. TrackBack URL

Leave a comment

Dados da Matéria

Dados do Autor

Doutrina da Mensagem Admin do site doutrina da mensagem » Blog do autor. » Site do autor.