Vem e Segue-Me Download PDF

Vem e Segue-Me

vem e segue-me

Introdução

Esta mensagem foi pregada numa residência familiar (foto abaixo) a fim de celebrar a graduação de jovens e adolescentes que estavam se formando em uma escola de Tucson. Desde a abertura dos Sete Selos em março daquele ano, sua aparição havia se tornado cada vez mais rara em virtude do Senhor não lhe ter mostrado para onde deveria ir a fim de ministrar. Porém algo lhe havia acontecido, e agora ele estava se programando para viajar a Jeffersonville e compartilhar com seu povo o que lhe ocorrera.

Ele fará uma espécie de confissão ao pregar a mensagem “Parado na Brecha”, semanas mais tarde, mas aqui ele se antecipa e admite que não se sentia em condições de ministrar, por haver perdido aquele sentimento que sempre o estimulava a conduzir a Mensagem para as pessoas. Isto porque o povo estava rejeitando a Mensagem, mesmo frente a tantos sinais comprobatórios de que se tratava ser de fato a Mensagem de Deus para a Igreja. Ele então faz menção da matéria na Revista Life publicada no mês anterior sobre a misteriosa nuvem fotografada na cidade de Flagstaff e arredores, a qual lhe servirá de estímulo e a levará consigo a Jeffersonville a fim de explicar que as fotos estavam reivindicando a visão que lhe foi mostrada e a seguir repassada na mensagem “Senhores, é Este o Tempo?” da aparição de sete anjos, que segundo ele, foram os que formaram a nuvem na forma de pirâmide onde na ocasião ele se encontrara logo abaixo.

Seu desejo era de se confinar nas florestas distantes na divisa entre Canadá e o Alasca e de se tornar um guia daquela região junto com o irmão Bud Southwick, o mesmo que lhe acompanhara na caçada ao caribu e do urso naquelas mesmas terras. Tudo porque não suportava ver sua mensagem ser rejeitada. Contudo o Senhor lhe falará de diversas maneiras por meio de visões e sonhos dizendo-lhe que ele estava se comportando exatamente como Moisés, que se reclusou no deserto enquanto Israel estava cativo no Egito. O Senhor também lhe dirá que ele não deveria esperar que Ele recebesse uma visão de para onde deveria ir, o qual até então ele usava como desculpa para se ausentar e ir caçar, mas que estaria com ele onde quer que ele fosse.

segue-me

O Senhor lhe falara em plena rodovia que seu ministério era peculiar e que não poderia ser comparado com o ministério profético do Velho Testamento, mas que se ele insistisse a conduzir sua vida como a de um

deles, acabaria vivendo como um mendigo.

O Senhor estava chamando-o para Lhe seguir como fizera com o mancebo rico, contudo aquele jovem recusou dar ouvidos à Sua Voz, preferindo voltar-se em seu próprio egoísmo privando-se de ser um de Seus discípulos a altura de Pedro e de Paulo. E aquela Voz, que não morre, continua a falar ainda hoje despertando-nos para o chamado de Deus, a fim de segui-Lo, independente da oposição encontrada ou das rejeições que por ventura teremos que passar. Ele prometeu que estaria conosco até o fim dos séculos e que não nos abandonaria.

William Branham decidira ouvir a esta Voz, e agora aconselhava àqueles jovens a fazerem o mesmo.

                                                                                                                                   Diógenes Dornelles – Tradutor

 

Vem e Segue-Me

segue-me

(Come, Follow Me – 1/06/1963)

 1/06/1963 – Tucson, Arizona

1        Bem, não, isso foi antes de Becky ter nascido. E assim eu – eu pensei: “Bem, você sabe… eu – eu apenas comi uma tigela de aveia, que custa dez centavos”. Bem, eu tinha só… Eles haviam me dado meu ticket e apenas o assinei (Vê você?), e eu paguei por isso, dei isto de volta, e o levei, porque eu tinha uma despesa a acertar.

E um dia quando tivemos um encontro de patrulheiros, que coisa, eles disseram: “Quem é louco de querer voltar em uma coisa como essa?” (Vê?). O – o líder deles, você sabe. “Dez centavos por um desjejum”. Então aquilo parecia barato demais para os outros rapazes, você sabe. Alguns deles deram um dólar (Vê?), dois dólares por refeição. E assim eu dei exatamente o que era. Bem, eu disse: “Bem, agora, não há necessidade de me dar em… O que eu faria, se eu somente comi dez centavos?”.

2        O senhor Fields, que era o superintendente assistente, disse: “Billy, dê um dólar mesmo assim. Ao menos isso é o que sobra pelo o que eles tem feito”. Disse: “Você tem que manter isto junto”.

“Bem”, eu disse: “eu não comi nada demais que somente uma tigela de aveia e é isso o que quero que cobre”.

Disse: “Oh, nunca fazemos assim”.

“Bem”, então pensei, “O que farei com isso?”. Então eu paguei cinqüenta centavos pelo café da manhã. Depois peguei os quarenta centavos disso, se eu precisasse gastar em alguma coisa, e dei isso a alguns garotos na rua, alguns garotos você sabe, que aparentam estar necessitados por um sanduíche também. Bem, depois, eu pensei que talvez eu pudesse… estar certo. Aquilo foi o que a própria companhia havia feito para me agradar. Aquele era um homem de fora da companhia. Então eu pensei: “Talvez eu tenha feito alguma coisa errada”.

3        Desta forma aqui há não muito tempo com uns patrulheiros… Agora eles patrulham de helicópteros. Vê? Assim ele chegou perto e parou. Ele disse: “Diga, irmão Branham”, disse, “esta árvore está crescendo”.

Eu disse: “É”. Eu disse: “Os garotos jogam debaixo dela”.

Ele disse: “Podemos podá-la?”.

Eu disse: “Sim, mas não podem cortá-la chão. Vê?”.

Ele disse: “Bem, nós gostaríamos de cortá-la. Nós pagaremos a você por isso”.

Eu disse: “Não, não. Não quero que vocês a cortem”. Bem, eu conheço demais o direito de passagem vocês sabem, porque eu estava sete anos nisto. E eu disse: “Não, não quero cortá-la, mas você pode podá-la”, eu disse, “eu – eu a conservo podada”. Mas eu disse: “Você pode – você pode podá-la se você quiser”. Eu disse: “O irmão Wood e eu estamos conservando ela podada. Podamos todas aquelas outras ao longo daqui”. E eu disse: “Mas nós temos que conservar esta aqui por consideração aos garotos. Joe e os demais, você sabe, os meninos que costumam jogar debaixo dela”.

4        E fui para longe numa viagem; quando voltei ela estava cerrada no chão e a levaram embora. Oh, quase houve um processo contra a companhia (Veja você), por ter sido cortada aquela árvore. Vê você? E então eu pensei: “Agora, agora”, eu disse, “Senhor, eu não irei nem mesmo mencionar isto”. Vê? Ou se há qualquer coisa que eu – que eu – sobre aquilo – se de vez em quando eu tiver que dar, somente comendo algo em torno de dez centavos e tiver que dar cinqüenta centavos por isso. Vê? Eu disse: “Se existe alguma coisa naquilo, deixe que o façam (Vê?), que – que eu – que eu tolere isso”. Vê você? “Que eu…”. E eu acabei sonhando com aquilo. Estando na companhia de serviço público então (Vê?), porque isso deve ter sido alguma coisa lá atrás. Temos que observar o que fazemos. Nós temos que nos deparar com isso algum dia.

5        Garotos, venham até aqui. Sua mãe esteve aqui hoje, Trudy. Eu creio que você não – você não soube disso. Foi uma espécie de surpresa, posso ver. E vocês estão se preparando para se graduar. E temos tido esta viagem juntos aqui fora. E eu terei uma reunião agora. Imediatamente após esta reunião, e estamos partindo para casa. Eu penso que seria uma boa oportunidade conversar com todos vocês e depois também pensei que seria bom falar com os meninos só um momentinho antes da sua graduação. Ler algum verso da Bíblia, e somente dizer algo a vocês do meu coração por cerca de uns dez minutos… Eu logo sairei do seu caminho. Vê?

6        Antes de falar com vocês crianças, eu gostaria de falar com os adultos só por um minuto…?… para todos vocês. É… Agora talvez, possivelmente uma viagem forçosa; tem sido uma… Porém a experiência que eu tenho aprendido de Deus, é que eu não aceitaria nem dez mil dólares em lugar do que eu aprendi do Senhor desde que tenho estado aqui. Eu verdadeiramente creio que vim completamente em obediência a uma ordem do Todo-Poderoso, e eu – eu espero que possa permanecer neste caminho. E há um…

7        Quando eu vim, em primeiro lugar, foi por uma visão, que eu estava situado acima de Tucson aqui quando ocorreu uma grande explosão. O irmão Fred estava aqui quando isto aconteceu. E eles tiraram aquela fotografia, vocês sabem, no céu. E eu não pensei muito sobre isso, nunca noticiei isto. Assim isso a princípio me impressionou de algum modo outro dia. E o irmão Norman, o pai do irmão Norman aqui, disse-me, disse: “Você viu aquela notícia?”.

E exatamente quando eu olhei, direto ali estavam aqueles anjos simplesmente tão claro quanto poderia ser, estavam bem ali naquela foto. Você vê? Eu olhei para ver quando foi isso, e foi uma vez, aproximadamente um dia ou dois antes ou, um dia ou dois dias depois que eu estive ali. Eu olhei para onde isso foi: no nordeste de Flagstaff, ou Prescott que fica abaixo de Flagstaff. Bem, isso foi exatamente onde estávamos (Vê?), exatamente.

8        Vinte e seis milhas acima, porque, o vapor não pode ir acima de quatro – quatro milhas acima, ou cinco, umidade, algum tipo de névoa ou qualquer coisa. Você vê? Aviões voam até dezenove milhas. Aquilo está acima de todas as nuvens. Você vê? E dezenove mil é mais ou menos quatro milhas acima. Ela está vinte e seis milhas no alto e atravessa trinta milhas na forma de pirâmide, se você tem visto na foto.

E no lado direito, como eu já havia informado, bem destacado, aquele Anjo, ali está Ele, peito para fora, asas para trás, vindo direto, exatamente da maneira que isto era. Eu nunca anunciei isto quando da primeira… Existem tantas coisas que…

9        Descendo a rodovia outro dia, houve algo que aconteceu que falou comigo sobre a coisa que eu – eu devia fazer. E isso é um – essa não é minha mensagem. Na primeira vez Leo Mercier disse, disse: “Irmão Branham, o tempo virá depois disso”, disse… cerca de cinco ou seis anos atrás, talvez sete, disse: “O Senhor irá mudar o seu ministério, irmão Branham”. E disse: “Quando Ele fizer, você irá provavelmente em direção aos hospitais, e falará para eles saírem das – das camas e coisas”.

Isso não soou correto, embora eu creia que o irmão Leo estava tentando ser sincero sobre isso. Mas isso não soou correto porque (Vê?) nosso Senhor Jesus nunca fez isto. Vê? E Ele foi até os hospitais. Havia um naquele hospital. Você se lembra onde que era isto na Bíblia? O tanque de Betesda. Grande multidão de pessoas enfraquecidas deitadas ali, aleijados, mancos, cegos, mirrados, esperando pelo Anjo. [1]

10    Agora, aquilo foi em um hospital espiritual onde o povo esperava por uma cura Divina. E aqui o próprio Curador Divino veio e curou um e saiu caminhando. Então você não poderia esperar um homem mortal, ou que um ministro viesse adiante e fosse de algum modo maior do que isto foi. Vê? Eu não posso concordar com isso.

Mas como eu comecei a sair ao redor, o Espírito Santo vem sobre mim. Eu pedi ao Leo uma caneta. Tenho um pedaço de papel e escrevi isso. E isto está em seu trailer hoje, se você alguma vez foi até lá. É aquele velho trailer de alumínio onde eu carregava o equipamento. Exatamente quando você chega à porta existe uma estante no lado direito, bem na frente no trailer. Está deitado ali embaixo. Eu coloquei isto ali em cima. Eu disse: “Algum dia você vai poder saltar fora disso”. Deus nunca mudará o ministério, porém Ele mudará o homem com ministério. Isso é o que acontece.

Veja, eu – eu sei o que eu tenho que fazer, mas eu – eu não posso – eu não posso fazer isto na condição em que estou agora, porque eu tenho… Alguma coisa tem que acontecer dentro de mim que levará Deus a fazer isso.

11    Estamos ansiosos para voltar para casa. As crianças estão com saudades, todas elas esperando para voltar. Deste modo estou pensando em levá-las embora, o Senhor permitindo, talvez depois do culto de sábado. E então… voltar… dali eu não sei. Mas sei que tão logo alguma coisa aconteça dentro de mim que me leve a sentir pelas pessoas algo diferente do que eu sinto agora… Eu havia evitado as – as pessoas (Vê?), e eu – eu não quero nunca mais ter que fazer isso com elas. Você sabe que eu quero dizer… que chamo alguns de Ricky e Richetta. Que eles tinham… As coisas que eles tinham que fazer. Eu tinha pregado com toda a sinceridade, e Deus tinha confirmado isso de várias maneiras. E se eles não quiseram crer nisso, ora, deixe-os a sós.

Eu estava indo me unir com Bud neste próximo outono, e começar um acampamento lá para cima. Aguardar no deserto, deixar meu cabelo e barba crescer. E se o Senhor quisesse que eu fosse a algum lugar, Ele me daria uma palavra, e eu desceria e faria isso.

E vindo pela estrada outro dia Ele me parou. E eu vendo onde o – que eu estava indo. Estou – estou viajando agora por algo a mais. Eu penso que quando for para casa eu terei que pregar algo de coração-para-coração, e talvez faça uma fita. E depois – e então aquele povo veria porque a repentina mudança.

12    Agora, vocês crianças, vamos somente… vamos ter uma pequena palavra de oração.

Senhor Jesus, estamos agradecidos por nesta hora saber que estamos reunidos aqui, o jovem e o idoso, e os de meia-idade. E temos nos reunido deste lado da eternidade para uma vez mais falar sobre Ti e acerca das coisas que pertencem a Vida Eterna.

E estas pessoas jovens sentadas aqui nesta noite, alguns deles estão se formando; alguns já têm se formado. Porém eu entendo, Senhor, que algo que aconteceu poucas horas antes daquele grande susto, ou grande explosão, que havia acontecido na montanha acima ali no norte de Tucson, quando os Anjos do Senhor desceram. Eu recordo sobre o que foi dito e – e especialmente sobre a mocidade. Eu rogo a Ti, Senhor, ajude-nos a compreender. E que eu possa ser capaz de dizer alguma coisa a este povo jovem nesta noite, para ajudá-los ao longo da jornada. Por isso, Senhor, nós necessitamos de toda ajuda neste momento.

13    Abençoe a todos nós. Perdoe nossos pecados. E se qualquer coisa que temos feito desde antes de estarmos aqui tenha Te desagradado, nós rogamos a Ti que nos perdoe por isto. Pois nós compreendemos hoje que não temos certeza do amanhã. Nós não sabemos o que o amanhã nos trará. Devemos estar preparados hoje para se encontrar com o amanhã.

E Deus Pai, existe somente uma maneira que conhecemos para fazer isto: que é preparar-se para ver a Ti. E nós aos poucos percebemos que todos nós estamos indo fazer isso. E temos que nos encontrar com isso algum dia, ou em paz, como um amigo ou criança, ou como um inimigo. Por isso, Senhor, que de todas estas coisas que sejamos apenas como amadas crianças. Conceda estas coisas; nós pedimos no Nome de Jesus. Amem.

14    Hoje, enquanto eu estava cortando grama bem cedo nesta manhã, eu encontrei um lugar na Bíblia que eu pensei que seria uma boa coisa ler nesta hora. E isso é uma – talvez não seja muito pouco apropriado, porém eu pensei em só um – só falar por uns poucos minutos. E quero ler isto tirando do capítulo 18 de São Lucas. Todos os quatro escritores do Evangelho escreveram sobre isto. O capítulo 18 e o versículo 18:

E certo homem de posição perguntou-lhe: Bom Mestre, que farei para herdar a vida eterna?

E Jesus lhe disse: Porque me chamas bom? Ninguém há bom, senão um, que é Deus.

Sabes os mandamentos: Não adulterarás, não matarás, não furtarás, não darás falso testemunho, honra a teu pai e… mãe.

E ele disse: Todas estas coisas tenho feito desde minha mocidade.

E quando Jesus ouviu estas coisas, ele disse-lhe:

Ainda te falta uma coisa: vende tudo o que tens, e distribua-os entre os pobres, e terás tesouros no céu: e vem e segue-me.

 

Pensei que a palavra “Vem e Segue-Me” seria o melhor conselho que eu poderia dar se eu estivesse falando para dez mil crianças, ou se estivesse falando exatamente como eu estou. Esta é uma ordem, e uma coisa grandiosa que eu penso que seria para oferecer a qualquer um, e especialmente a uma pessoa jovem: “Segue-Me”.

15    Você está seguindo alguém. Agora, você realmente… Você pode se recordar disso: você está seguindo alguém. E a maneira como você está seguindo esta pessoa, esteja certo de que – quem é esta pessoa que você está seguindo. Vê? Nós… Paulo uma vez disse: “Sejam meus seguidores, como eu sou de Cristo”[2]. Em outras palavras: “Exatamente como eu sigo a Cristo, siga a mim”.

E agora, voltando a este ponto, este – este estágio da vida onde todos nós chegamos… E várias vezes você me ouve repetir “Ricky”, “Richetta”, e coisas assim. Esta – esta é a era. Esta é a era em que estamos vivendo hoje. Isto não é realmente aquelas pessoas.

16    Aquelas pessoas são pessoas como nós. Aqueles jovens aqui fora com aqueles cachorros-quentes correndo para cima e para baixo na rua, e a maneira como elas estão se comportando, fumando cigarros e bebendo álcool, e moças vestidas imoralmente e coisas assim, dessas moças e rapazes que nós temos. Vê? Eles são humanos. Eles amam, eles comem, eles bebem, eles dormem, eles respiram, e eles têm que morrer. Elas são pessoas exatamente como nós somos.

E todavia eles têm sido – eles têm sido possuídos por um espírito maligno. Eles não sabem disso. Não por causa do – das pessoas, mas por causa, às vezes, de algum líder que eles têm seguido e que os tem guiado no caminho errado.

17    Agora, vocês moças e rapazes sabem melhor do que isto. Vocês sabem; vocês têm sido ensinados melhor sobre isso. Vocês têm tido os melhores pais, fortemente instruídos para fazer uma coisa assim. Vocês sabem melhor. Mas eles não. Vê? Porque as igrejas aonde eles vão são igrejas modernas, modernísticas. E eles – eles simplesmente vivem para este dia, mais popular, e oh, que coisa, que é… A moral torna-se uma virtude para eles. Vê? Assim eles… o que…

Como foi dito uma vez numa peça aqui embaixo não faz muito sobre Sodoma e Gomorra, que esta mulher possuída por demônio disse para – para Ló: “O que você chama de imoral, eu chamo de virtude”.

Jesus disse: “Como foi nos dias de Noé, assim será no dia da vinda do Filho do homem”[3]. Assim que nós estamos voltando para aquele lugar outra vez.

18    Vamos examinar por alguns minutos este jovem do qual lemos há pouco. Não há duvidas de que este garoto nasceu em um bom lar, como vocês garotos estão. Ele foi educado por bons pais porque isso é provado. Quando Jesus apresentou a ele os mandamento de Deus, ele disse: “Tenho feito todas estas coisas desde a mocidade”. Isto demonstrou que ele tinha – ele tinha sido – tinha sido educado corretamente. Ele não foi um aproveitador, e… você sabe. Ele – ele tinha sido instruído para saber o que era certo, como todos vocês são. Provavelmente ele veio debaixo de um temor a Deus que a mamãe e o papai ofereceram para – para ensiná-lo o que era correto quando criança. Bem, isso é bom.

19    Talvez quando era um bebezinho sua mãe tinha altas ambições de que ele se tornasse um grande homem algum dia. Seu pai que era rico em dinheiro o pôs na escola e – e deu a ele uma educação que ele pôde… Ele sairia com uma boa educação e seria capaz de ser alguma coisa no mundo.

E com a sinceridade desta mãe e pai em educar este garoto, e talvez vindo para sua formatura como você está (Vê?) a vez quando ele passou através da escola e teve sua educação, não duvido que talvez ele estivesse orgulhoso e alegre pela vida de – daquela mãe e daquele pai. Sem dúvida que naqueles dias ele tinha cavalos finos, como vocês têm automóveis, e o bom pai e mãe, que todos vocês possuem, que procuram dar a vocês boas roupas e – e um carro, e poder – e simplesmente desfrutar a vida, exatamente com algo como você tem hoje.

20    E o pai e a mãe com o – orando constantemente para que – para que seu filho não se tornasse simplesmente num homem ordinário, mas que ele se tornasse um homem extraordinário. Todos os pais querem isto. Você deve ouvir Jesus e aplicar aquele mandamento: “Honra teu pai e tua mãe”[4], e depois cumprir. Vê?

E esta é a ambição de qualquer pai, de fazer o melhor que puderem para os seus filhos: educá-los, dar a eles coisas que talvez eles não tenham habilidade para ter. Esta é a maneira que eu sinto com relação aos meus filhos.

Eu penso, às vezes, em ir para a escola… Agora, eu penso… Mandar Becky e Sara e José para dentro daquelas grandes escolas e coisas aonde todos eles vão para… Eu acho que eu os tomaria e os levaria atrás para as montanhas e – e os educaria lá em cima, para que eles – vivessem como os índios.

21    Mas aqui é assim: aquelas crianças vão para sair. Não importa onde é, em – eles vão para sair. Se isso é ruim ali, é melhor sair para um campo indígena. Se for bom ali, sairá para qualquer campo. Vê? Isto é o que há com as crianças, a condição moral delas, o qual é a que está dentro de vocês. E o que vocês são agora é o que provavelmente serão o resto de suas vidas. Vocês estão numa mudança decisiva.

Você sabia disto? Oitenta e seis por cento das conversões para Jesus Cristo são feitos antes dos vinte e um anos de idade. Isto foi mostrado; as estatísticas mostram isto. Oitenta e seis por cento daqueles que vem para Cristo, vem antes deles terem vinte e um. Depois você passa para aquela idade em que você começa a se moldar mais ou se firmar nos seus caminhos. Oh, isso é possível, com certeza. Eles vêm aos setenta, oitenta anos de idade. Mas isso é muito raro.

Veja, você tem que fazer algo por si mesmo enquanto você é jovem. Você estabelece suas ambições para o que você quer fazer, e o que você está tentando conquistar em vida. Você pensa sobre isso. E como você pensa, naturalmente, sua mente… Isto se apresenta dentro de sua mente para alguma coisa desconhecida que – que domina sua mente. E depois quando isso começa em sua mente, então você fala daquilo que você está indo fazer. E então suas ambições dirigem você para isso.

22    Deste modo a mãe e o pai deste jovem esperaram para – que suas ambições fossem grandes, com bastante dinheiro para levar, e depois sem dúvida oraram para que seu – seu jovem rapaz, conseguisse – conseguisse aquela oportunidade. Você vê, eles – eles tinham feito tudo que eles podiam fazer. Ele talvez tivesse cavalos finos, e – e talvez ele fosse muito popular entre as mulheres. E tanto saía com homens, e estava com mulheres e vice-versa. Vê? Porque estamos falando com relação a vidas humanas, almas, ambos homens e mulheres.

E então, depois de toda esta oportunidade que o rapaz teve (vê?) ele se tornou um “vida boa”, como chamamos isto: num lugar onde ele não tinha nada com que se preocupar. Seus pais tinham dinheiro. Ele tinha… Ele era muito… Ele havia se tornado um administrador. A Bíblia refere-se aqui, dele – como o jovem – rico, jovem autoridade. E nós vemos o – numa idade jovem, talvez na sua adolescência recém saído da escola, ou há pouco se formado, talvez, umas poucas semanas antes, ou algo assim, e ele se tornou um… Ele era uma autoridade. E ele tinha tudo que corações pudessem desejar.

23    E o rapaz não era um moderno Ricky. Ele era um rapaz fino. Eu creio que Lucas escreveu a respeito disso, ou Marcos eu creio que foi, Jesus olhou para ele e suspirou, porque Ele o amou. Vê? Existe alguma coisa sobre o garoto: era uma personalidade amável que lhe prendeu a este garoto. De onde que ele estava vindo? De uma família bondosa que lhe havia ensinado os mandamentos de Deus e que lhe dizia para que ele os mantivesse. E ele fez isso desde a sua mocidade. E o rapaz tinha uma ambição; ele procurava pela Vida Eterna. Ele disse: “Bom mestre, que farei para herdar a Vida eterna?”.

24    Veja, de tudo que você conseguiu no mundo, contudo você – a alma que está dentro de você lhe diz que existe alguma coisa de que você necessita e que você não tem. Somente prosperidade… Ou isso não faz com que se sinta sempre próspero. Isso pode lhe tornar popular – alguma bela garota, ela tem sua beleza como ela pensar. Talvez ela seja muito popular na escola.

Talvez o garoto possa ter qualquer garota que ele quiser. Ele sente que ele está seguro. Aquilo não é segurança. Aquilo murchará exatamente como a flor do campo. Vê? Isso irá. Não quero ser demorado, só umas poucas voltas do sol e depois iremos. E depois você tem uma alma que te faz viver eternamente.

25    E este jovem rapaz deveria ter uma personalidade amável porque ele se apresentou ele próprio ao Senhor Jesus se ajoelhando. Ele dobrou os seus joelhos. Vê? Ele disse: “Bom Mestre, que farei para herdar a Vida eterna?”.

Ele disse: “Porque você me chama de bom”, disse, “quando você sabe que existe só um bom, e que é Deus?” Veja, o que aquele rapaz estava dizendo ao expressar isso? Que Ele era Deus. Vê?

Ele disse: “Tu conheces os mandamentos. Cumpra-os”.

Disse… então ele disse: “Quais os mandamentos, Mestre?”.

Ele disse: “Os mandamentos de honrar teu pai e mãe, e assim por diante”.

Ele disse: “Isso eu tenho cumprido desde a minha mocidade. (Vê?) Eu tenho feito isso”.

Ele disse: “No entanto está te faltando uma coisa. Vá, vende o que você tem e distribua isso aos pobres, e segue-me”.

Que oportunidade. Que poderia ter sido como Pedro, Tiago, ou João, um deles. Veja, o garoto havia sido treinado e instruído corretamente, e sido apresentado a Cristo para usá-lo. E todo o potencial que havia nele para ser usado – provavelmente educado, jovem, rico, e influente onde ele poderia ter apresentado o Evangelho, e no entanto ele o pôs por terra. Aquele jovem rapaz agiu de maneira imprudente. Vê?

26    “Segue-me”. Agora veja, ele havia seguido alguém. Agora, ele tinha que ou seguir a influência do povo com o qual ele estava associado – a influência de alguma jovem dama, alguma influência de uma turma de garotos em que ele estava associado, seus colegas de escola, ou seguir a Jesus Cristo. Com toda essa benevolência, no entanto ele sabia que ele não tinha a Vida Eterna.

Rapazes, isso é algo do qual vocês precisam pensar a respeito. Vê? Agora observe aquele rapaz nesta noite, o que ele pôde ter sido, e o que ele é, o que ele é hoje à noite. Ele está em algum lugar. Ele está aguardando o julgamento. Ele estará esperando para encarar o julgamento daquele dia. Desprezando a mesma oportunidade que é apresentada para vocês rapazes, quase sob a mesma circunstância: garotos finos, boa personalidade, pais e mãe finos, e o que vocês têm: nem mesmo ter que trabalhar a menos que vocês queiram. Vê?

27    Porém, existe alguma outra coisa que vai com isso. Existe alguma coisa que vai com isso. Aquela Palavra nesta noite nunca morre. E ainda assim é um desafio para todo jovem, e toda moça. “Segue-me”. Veja, palavras não morrem. Toda vez que você falar qualquer coisa, apenas lembre-se, se é no seu carro em segredo, se é no púlpito, se é no chão na esquina da rua com seu namorado ou namorada, onde quer que seja, isso nunca morre. Isso – isso tem que viver para sempre.

28    Quando eu vi aquela moça que eu – a outra noite na visão: uma moça jovem e bonita, atriz de Hollywood, e eu a vi morrendo, alcançando, tentando conseguir ajuda. E ela morreu num ataque cardíaco. A senhorita Monroe. Isso deve ter acontecido há uns dois anos atrás, e eu a vi morrendo. E dois dias depois ela morreu. [5]

E então na outra noite eu ouvi uma voz daquela moça. Como? As crianças haviam me falado: “Papai você vai lá embaixo naquele ‘Rio sem Retorno’ toda hora”. Disseram: “Eles tem um filme sobre ela hoje à noite”. Eles me disseram uma certa noite que isso passaria uma semana ou duas mais à frente. Eu pensei: “Bem, quero ver isso, porque eu já estive naquele rio umas duas ou três vezes, cerca de cinco vezes eu acho”.

Bem, eu fui ver isso, e a senhorita Marilyn Monroe atuou nele. Bem, aquela foi a jovem que eu vi na visão. E ali estava ela no filme, e as ações, os vários atos que ela fez no “O Rio Sem Retorno”,[6] quando ela fez aquele filme, talvez há uns quinze anos atrás… Era um filme velho, talvez vinte anos atrás. E ela deve estar morta há uns dois anos. E ali está ela viva novamente. Toda a ação e toda a palavra (Vê?), ainda assim capturaram em fita magnética até isto estar vivo novamente.

29    Não somente isto, mas tudo aquilo que nós falamos está vivo. Toda palavra que nós falamos não pode morrer. Através desta sala estão vindo palavras agora, e formas de pessoas. A televisão capta isto. Você pode falar direto aqui, e eles ouvirem você ao redor do mundo naquele mesmo segundo. E mesmo antes você pode ouvir isto nesta sala e ir ao redor do mundo pela eletrônica. E Deus tem uma grande tela que capta tudo isso. E todo movimento e toda ação que você faz, você terá que encontrar com isso no julgamento. Vê? Então, jovens rapazes, essa é uma boa coisa para se fazer uma parada, e pensar a respeito destas coisas (Vê?), porque vocês estão indo de encontro a isso novamente. Vê?

30    Vamos seguir pelo rastro deste jovem, e a oportunidade que ele teve. E coloque-se você mesmo no lugar dele – e a moça, exatamente como ela é, Becky, Marilyn. Exatamente como… Exatamente o mesmo como você seria se estivesse em seu lugar, e você pode ouvir aquela voz que ainda está viva… Ela ainda vive. Ela ainda se move. Cientistas dizem que em vinte anos partindo de agora eles podem captar a Sua voz literal que Ele falou há dois mil anos atrás. Isto ainda vive. Como uma pedra caindo no oceano. As ondas nunca cessam. Elas vão até a praia, milhares de milhas, e depois voltam.

31    Quando uma voz é uma vez pronunciada no ar assim, ela nunca morre. Não há nada que você possa falar no julgamento; isso vai direto para lá. Haverá a Voz de Jesus Cristo propondo àquele jovem: “Siga-Me”. E ele rejeitando na tela, pesaroso, porque ele tinha grandes possessões. Vê? Podemos nem mesmo estar – sempre ter que ser dinheiro. Isso pode ser outras coisas. Vê? Qualquer coisa que considerarmos para nós mais caro do que possa ser (Vê?), isso se torna como um dinheiro para nós. Isso vem a se tornar em alguma coisa que nos corrompe.

32    Agora, vamos segui-lo um pouquinho. O que acontece quando ele rejeita? Ele não deu ouvidos para aquela voz de Cristo. Ele se foi com seus amigos. O qual, vocês garotos, vocês todos são garotos finos, e vocês são obrigados a ter amigos. Mas observe qual tipo de amigo que você tem. Se aquele seu amigo está seguindo a Cristo, vá com aquele amigo. Siga a Cristo também. Mas se não estiver, não o siga.

Vamos observá-lo. Encontramos fora, ele talvez tivesse seus amigos. Ele se tornou uma grande autoridade. Ele era uma autoridade então. Depois disso o encontramos tão próspero até que ele – ele edificou celeiros extras para pôr neles seus bens. E então ele falou consigo mesmo, depois de estar velho, e os cuidados da vida como jovem e coisas mais ter passado… Tudo que ele fez talvez, foi diversão.

33    Quando… Um homem velho e uma mulher de idade como a minha, minha esposa, suas mães e seus pais, dificilmente havia qualquer coisa que eles possam pensar disso. Eles não podem – não querem sair por aí e correr para cima e para baixo pelas ruas, vocês sabem, como se fossem rapazes jovens, e mulheres jovens. Nestes dias, e quem irá ser sua esposa, ou seu marido, ou… veja, eles não tem isso em sua mente. Eles – eles possuem filhos, eles estão interessados… Isso será com todos vocês amanhã, se houver uma amanhã. (Vê?)

E um… veja, o rapaz  então com – talvez ele nunca tenha se casado. E contudo, ele foi uma grande autoridade. E ele fundou em… Como ainda é hoje em Jerusalém, eles comem em lanchonete nesta hora do dia quando está fresco, fora da noite. E nós encontramos outro personagem que aparece com ele: um mendigo. [7]

34    E o homem, que em sua vida foi educado a – a honrar o próximo, e fazer aos outros como os outros tem feito a você… Veja, por ter rejeitado aquele chamado de Cristo, finalmente… Observe como um menino sendo educado em um lar assim, que nunca teria se afastado dele, mas ele fez isso. Ele fez. E ali estava um homem moribundo na porta pelo nome de Lázaro, que em vão mendigava a ele por comida. E ele teria comido as migalhas que ele jogava fora, mesmo que não fosse para um mendigo, mas para os cachorros… E estava cheio de feridas… Porém o homem havia sido tão polido na sociedade que não tinha nenhum sentimento. Ele estava entorpecido, porque ele havia rejeitado aquela oferta de Cristo.

Então talvez numa noite, nesta hora fazendo seus brindes com vinhos finos, e mulheres atraentes, repletas de jóias, em volta dele, e coisas assim, com tudo aquilo que seus corações podiam desejar; e brindando, o mendigo assentado à beira da porta… E antes do amanhecer da luz do dia da manhã seguinte, ele estava no inferno gritando para aquele Lázaro para que viesse pôr água em sua língua – a mudança de cena.

35    E observe você, quando ele disse: “Pai Abraão…” Agora, ele ainda se lembrava que aquele Abraão era o pai dos judeus. Ele disse: “Pai Abraão, mande aquele mendigo Lázaro, descer aqui com um pouco de água nos seus dedos para pôr nos meus lábios. Estas chamas estão me atormentando”.

Ele disse… E Abraão disse: “Isso é… Eu não posso fazer isto”, assim em várias palavras. “E, além disso tudo (Você vê?), você teve a oportunidade em sua vida”.

Quando ele teve isso? Quando Jesus disse: “Siga-Me”. Porém ele desprezou isto. Ele foi para o caminho em que ele podia fazer dinheiro. E isso está tudo bem, nada de errado com fazer dinheiro. Mas seguir Jesus enquanto você está fazendo isso. Vê? Ele havia partido para o outro caminho, junto com o povo. E você perceba, que ele disse, e Abraão disse: “E além disto tudo, existe um grande abismo entre você e ele, o qual nenhum homem pode cruzar e nunca o fará. Aqueles que estão ali não podem vir para cá, e estes daqui não podem ir para lá. Isso está determinado. Ninguém tem atravessado ou atravessará”.

36    Então ele o ouviu, e ele deseja ser um evangelista então. O chamado que Jesus havia dado a ele para – para segui-Lo tinha – e ser uma alma vencedora como um jovem, retornou a ele novamente. Ele se lembrou, que ele tinha cinco irmãos, atrás na terra, e ele não queria tê-los naquele lugar. Ele disse: “Mande Lázaro então voltar para avisar meus irmãos para não virem por este caminho”. Em outras palavras, que atendessem o chamado: “Siga-Me”. Vê?

Mas Ele disse isso: “Eles – eles não farão isto”.

Ele disse: “Sim, se alguém ressuscitasse dos mortos, como Lázaro, e voltasse e dissesse a eles…”.

Veja você, isso mostra que depois que nós morremos, você ainda estará consciente. Ele se recordou. Abraão disse: “Filho, lembre-se que nos seus dias…” Vê? Você ainda se lembra; você não perde sua memória. Você se lembra.[8] E as lembranças que aquele homem podia ter, e ainda naquele mesmo lugar, relembrando a oportunidade que ele teve de ouvindo Jesus dizer: “Siga-Me”. Porém ele seguiu a pessoa errada, o povo errado. Ele estava com as pessoas erradas e foi para o lugar errado. Ele terminou na eternidade errada: ser aniquilado daquele dia de Deus para sempre. [9]

37    Jesus também nos disse uma palavra impressionante: “Ainda que alguém se levante dentre os mortos e volte, ainda assim eles não seriam persuadidos. Porque eles têm Moisés e a lei e se eles não ouvirem aqueles, então eles não ouvirão, ainda que alguém se levantasse dos mortos. Eles não serão persuadidos”.

Por quê? Por quê? As leis falam de algo assim? Sim. “Faça ao próximo como ele tem feito a você”. E ele havia vivido debaixo da lei. Mas deixou o mendigo morrer junto à porta. Vê? Ele tinha – ele tinha vivido sob os mandamentos de Deus, e ainda assim falhou em ver aquela grande Vida Eterna.

38    Jovens, cada um de vocês são como se fossem meus. Cada um de vocês se parecem como se fossem meus filhos e filhas, e de um modo vocês são (Vê?), espiritualmente falando, isso é correto. O Senhor Deus tem – tem colocado suas almas aos meus cuidados porque vocês vêm me ouvir. Vocês acreditam em mim. Vê? E num certo sentido da palavra vocês são meus filhos e filhas. Isso é correto. E lembre-se sempre que conservando os mandamentos de Deus é uma grande coisa. E ser educado num bom lar é uma herança de Deus. E ser garotos finos com uma boa personalidade como vocês têm, é bom. É maravilhoso ter uma educação. É maravilhoso igualmente viver numa terra livre. Temos muitas coisas para sermos gratos. Mas existe uma coisa que você não exatamente herdou; você tem acesso a isso. Que é a Vida Eterna. E você somente a terá seguindo a Jesus por meio da experiência de um novo nascimento. Não negligencie isto.

39    Uma vez eu ouvi uma pequena história de um homem que era… Oh, ele era pobre, e ele – ele sempre procurava… é como um pequeno conto de fadas. Sempre tenho estas presas comigo apesar de tudo. E um dia ele apanhou uma flor. E a flor era mágica, e a flor respondeu para ele, e disse: “Você tem sido pobre por toda a sua vida”. Ela disse: “Agora, diga o que você quer e eu darei a você”.

Ele disse: “Queria que aqueles montes lá adiante se abrissem, e eu pudesse ir até lá e encontrar o ouro na montanha”.

“Bem, o…”, ela disse: “Você terá que me levar com você aonde quer que você vá”. Vê? “Você terá que me levar com você, e assim onde quer que eu esteja, então você pode pedir o que você desejar”.

40    Ele caminhou até a montanha, e a montanha se abriu, e ele foi até lá dentro. E as prateleiras estavam repletas de ouro e diamantes, como é nos pequenos contos de fada. Ele deitou a flor no chão sobre uma – uma mesa, ou uma rocha. E ele correu e agarrou uma grande gema. E ele disse: “Devo mostrar isto aos meus amigos. E agora sou um homem rico. Agora eu tenho tudo. Devo mostrar isto”.

E então a flor falou e disse: “Você se esqueceu da coisa principal”.

Deste modo ele corre de volta e cata uns… disse: “Bem, talvez eu – eu deva pegar um pedaço de ouro, e eu pegarei um pedaço de prata”. E assim ele disse: “Eu – eu me apressarei para contar a minha gente quão rico eu sou, e tudo quanto eu tenho”.

E ele foi até a porta, e a flor disse: “Mas você se esqueceu da coisa principal”.

Assim ele correu de volta novamente. Ele disse: “Aqui nós encontramos todos os tipos de materiais”. Então ele catou uma pedra preciosa. Ele disse: “Eu pegarei esta pedra e mostrarei às pessoas que tipo de pedra que esta montanha produziu e assim eu posso mostra o meu caminho de volta até aqui”. Vê?

E ele partiu para fora da porta e a flor disse, pela – esta foi a última vez: “Você se esqueceu da coisa principal”.

“Oh”, ele disse, “Oh, cale-se”.

Veja, ele não quis mais ouvir aquilo: “Esqueceu a coisa principal”. E ele correu para fora da porta. E quando ele fez isso, a porta se fechou por detrás dele com a flor lá dentro. A coisa principal era a flor. Vê? A coisa principal era a flor.

41    Anos atrás quando eu era garoto, como todos vocês são, aqui, no rancho de gado logo aqui em cima, acima de Phoenix, eu estava lendo um pedaço de um prospe – um jornal sobre um minerador. Ali então não havia rodovias completas depois daqui, somente pequenos atalhos na areia. Eles ainda fazem um lote de explorações para cá, você sabe.

Porém este mineiro teve que vir e ele encontrou um lote de dinheiro. E ele apreendeu um lote de ouro. E nesta rodovia onde ele estava parando em uma cabana ele a encontrou. E ele tinha um cachorro com ele, e o – o cachorro estava amarrado do outro lado. E naquela noite havia um proscrito que lhe estava seguindo para pegar o seu ouro. Ele havia perfurado uma velha mina espanhola,[10] e estava voltando com isso. E o cachorro começou a latir. E o homem não queria ser incomodado por aquele cachorro. Ele disse: “Cale a boca”. Ele disse: “Amanhã eu levarei isto para – para a cidade”. E a moral da história foi essa. “E terei que pegar isso. E serei um homem rico. E comprarei muitos carros. E terei todos os tipos de mulheres e grandes festas. E eu serei um homem rico, porque eu já tenho reclamado a descoberta. Tenho ouro aqui, muito dele”. E disse: “Eu serei…”.

E enquanto ele estava tentando ir dormir o cachorro continuou latindo, porque o cachorro viu o proscrito se aproximando sorrateiramente, esperando pelo explorador ir dormir. E ele se levantou novamente e gritou com o cachorro dizendo: “Cale a boca”. E o pobre cachorro ganiu e tentou prevenir o seu dono daquele perigo que estava escondido.

E quando ele… Na próxima vez que o cachorro começou a latir… O mineiro tinha uma espingarda. Ele não queria ser incomodado, então ele se levantou e disparou no cachorro. E o mineiro foi morto naquela noite pelo proscrito. Todos os seus sonhos e fantasias feitos por ele não eram bons. Por quê? Ele silenciou aquela voz que estava alertando-lhe.

42    Não há ninguém que possa fazer qualquer coisa… Vocês rapazes nunca seriam capazes de fazer qualquer coisa errada, depois de se levantarem da maneira que vocês estão, a menos que você se conscientize de algumas coisas que foram ditas a vocês para não fazerem. Agora, nunca tente silenciar aquela voz que está alertando você. E lembre-se sempre, aceite aquela voz que diz: “Siga-Me”. E você sempre seguirá corretamente. Eu creio que você irá. Tenho confiança em vocês. Mas somente lembre-se sempre, que Jesus…

Aquela voz está viva na terra hoje à noite, exatamente a mesma com várias vozes e várias palavras que falamos continuam ainda vivas. Quando aquela voz vai naquela onda de éter no ar o… Veja, você tem um transmissor aqui que envia isso para fora. Você é o transmissor que envia isso para fora. Agora, tome a estação para escolher isso. E Jesus foi o transmissor da Palavra de Deus, pois Ele foi a triunidade de Deus manifestada em um Homem. Ele foi completamente Deus e completamente Homem.

43    E a trindade de Deus – a trindade dos atributos de Deus como sendo Pai, Filho e Espírito Santo, foi representado naquele homem, Jesus Cristo. Deste modo Ele era a Palavra. E ele era o transmissor que disse: “Aquele que ouve as minhas Palavras e crê Naquele que Me enviou, terá a Vida eterna”. [11]

Agora, aquelas palavras saíram de um transmissor. Ele disse um dia: “Em verdade eu vos digo, que se você disser a este monte: ‘mova-se’, e não duvidar em seu coração, mas crer que o que você disse acontecerá; você pode ter o que você disse”. [12]

Agora, se você for somente a estação para receber aquilo, pelo – algum controle interno de você por sua fé, você se moverá diretamente no ciclo de Deus para o novo nascimento e será nascido de novo. Depois você sempre estará em contato para ouvir aquela voz que sempre avisa você quando o perigo estiver próximo. Quando as coisas estiverem erradas, indo errado, ela sempre estará alertando você. E então, em vez de algum dia ser como aquele jovem rico do qual estivemos falando, ser um homem como Pedro, Paulo, ou alguém que entregou sua alma para Jesus Cristo. Façam isso, garotos. Podemos orar?

44    Senhor Jesus, jovens, homens e mulheres do amanhã, se houver um amanhã, devemos pegar aquele trem, Senhor. Sentimos que temos que pegar o trem o qual será o amanhã. E se não houver, então hoje é o dia.

E depois, Pai, sabemos que não há ninguém que acreditou na Sua visão. Nenhuma carne pode se gloriar. Nenhuma educação… Embora aquelas coisas pareçam ser tão boas, nenhuma boa obra, nenhuma instituição religiosa, nenhuma psicologia, nem nada podem confirmar Deus senão o Espírito Santo. Ele é o instrumento, Deus Ele mesmo, na forma de Vida Eterna que pode vir até nós como um indivíduo. E estamos agradecidos por isso. Verdadeiramente isso é expresso quando Pedro fez a confissão e Jesus disse-lhe: “Carne e sangue não te revelaram isso”. Você não aprenderá isso em um seminário. Você não aprenderá isso em alguma escola. Isso é uma coisa pessoal, alguma coisa que cada indivíduo tem que receber.

Ele disse: “Sobre esta pedra edificarei a minha Igreja, e os portões do inferno não poderão prevalecer sobre ela”.[13] Somos gratos por isso, Senhor. Aquela voz ainda está viva nesta noite. E ainda existem postes, postes lá fora, postes escutando, recebendo estações de fé que podem aceitar isto. Oramos que cada uma destas crianças receba isto, Senhor, em seus corações. E lembre-se que não é o que eles fazem que os tornam bons, mas eles… Deus não nos julga pelo que fazemos, mas pelo que nós temos aceitado. Somos salvos por nossa fé, e não por nossas obras.

45    Assim oramos, Pai Celestial, que eles possam captar a visão agora, e ver e ouvir aquele grande convite eterno de “Vem e Segue-me”. Meu senhor, que cada um deles, Senhor, se coloquem a parte de todas as coisas do mundo, desta mortal e curta vida. Como eles estão aqui nesta noite em seus cabelos loiros dourados, e alguns deles com seus cabelos pretos, e olhos negros, e olhos azuis, e sentando ali num lugar muito melhor do que eles podem estar… E como o grande escritor disse: “Lembra-te do teu Criador nos dias de tua mocidade, antes que venham, os dias maus. Depois você não terá nenhum prazer neles”. [14]

Como Senhor, Tu disseste a Pedro: “Quando você era moço você vinha e ia aonde queria, mas quando você ficar mais velho, alguns levarão você aonde você não iria”.[15] Deixe-os se lembrar. Agora é o dia; esta é a hora. Conceda-o, Pai.

Eu reclamo cada um deles, de meus próprios filhos aqui nesta noite, para cada criança aqui, eu sinto que Tu tens colocado em minhas mãos para guardá-las. Eu reclamo todos eles de Satanás e da morte, para a Vida em Jesus Cristo. Amem.

46    Deus vos abençoe, crianças. Realmente foi muito agradável dizer algumas poucas palavras a vocês, e eu voltarei logo. Vocês são realmente jovens finos, agradeço a vocês. Irmão Fred, o Senhor te abençoe. Deus te abençoe irmã.

 Esta mensagem intitulada “Vem e Segue-me” (Come, Follow Me), foi pregada pelo irmão William Marrion Branham, no dia 1º de junho de 1963, sábado, numa reunião familiar em Tucson, Arizona, EUA. Este texto foi traduzido na íntegra do inglês para o português em Agosto de 2007.

 vem

 O que vem a seguir é a tradução na íntegra de um texto publicado napágina www.youngfoundations.org alusivo à mensagem “Vem e Segue-me” contendo o testemunho de uma das alunas que se formaram naquela ocasião e que compartilha da emoção que teve ao ouvir o irmão Branham pregar esta mensagem em sua própria casa de onde foi gravada.

A graduação escolar é um grande dia que assinala um dos momentos mais decisivos de nossas vidas. Após concluirmos a escola somos repentinamente forçados a se tornar mais responsáveis e tomar decisões que nunca havíamos tomado antes. Temos que escolher qual trajetória da vida devemos seguir e quem desejamos seguir nesta trajetória. Muito da nossa decisão é baseado na influência e liderança daquele que está mais próximo em nossas vidas, porém aquela liderança necessita fundamentalmente vir do Espírito Santo.

Para a irmã Marylin Martens, esta não foi uma decisão difícil. Ela foi criada numa família devota e seguiu o vindicado profeta e a Palavra de Deus.

A irmã Marylin graduou-se cedo em junho de 1963, e ela foi abençoada com um presente especial ao ter o irmão Branham vindo para sua festa de graduação. Abaixo está uma carta que recebemos da irmã Marylin concernente ao evento:

segue-me

“Eu considerei uma grande honra ter o irmão Branham vindo à minha festa de graduação, onde ele falou conosco com a mensagem: “VEM E SEGUE-ME”.

A história que conduziu “VEM E SEGUE-ME” começou quando meus pais se mudaram do Canadá. Como uma família, fomos verdadeiramente privilegiados ao sermos capazes de passar o tempo com o irmão Branham. Nós viajamos através do país, atendendo as reuniões de 1959 a 1965.

Sempre que havia uma ocasião especial e mamãe e papai queriam saber o que nós gostaríamos de fazer para celebrar, nós sempre dizíamos que era estar com o irmão Branham. Fui abençoada ao receber o irmão Branham ao mesmo tempo em que ele pregou “VEM E SEGUE-ME”.

Todos nós nos sentamos na área de cozinha-sala de estar numa pequena casa em La Pasadita. As crianças mais jovens, o irmão Joseph, Sarah, John e Lois estavam brincando no pátio dos fundos. Se você escutar de perto a fita você pode ouvi-los em segundo plano.

Mamãe havia pedido ao irmão Terry Sothmann para gravar qualquer coisa que o irmão Branham nos falasse.

O irmão Branham foi muito habilidoso deixando cada um relaxado. Ele era um homem muito humilde e sempre fazia cada um se sentir confiante e seguro. A atmosfera em volta do irmão Branham naquele dia era serena e pacífica. O irmão Branham frequentemente nos contava parábolas, respondendo questões que tínhamos em nossas mentes sem nos perguntar.

Nesta noite, a parábola era do mancebo rico. O irmão Branham pintou um quadro tão vivificante com palavras que você podia ver o mancebo rico. Nós podíamos sentir o distúrbio que o mancebo rico estava sentindo. Porém o irmão Branham tornou isto possível para tomarmos uma decisão diferente do que a do mancebo rico. Ele tem nos guiado por meio de anos e sua voz sempre tem estado conosco. Eu apreciei aqueles momentos que tive com o irmão Branham. Como o irmão Branham menciona na fita, ele foi meu pai espiritual, e ele ainda é hoje.

‘Jovens, cada um de vocês são como se fossem meus. Cada um de vocês se parecem como se fossem meus filhos e filhas, e de um modo vocês são (Vê?), espiritualmente falando, isso é correto. O Senhor Deus tem – tem colocado suas almas aos meus cuidados porque vocês vêm me ouvir. Vocês acreditam em mim. Vê? E num certo sentido da palavra vocês são meus filhos e filhas. Isso é correto’. (§ 38).

Para pedidos de outras mensagens gratuitas escreva para o e-mail: diogenes.dornelles@yahoo.com.br

Ou para radiounife@hotmail.com

www.doutrinadamensagem.com


[1] João 5:2-9 – NT.

[2] I Coríntios 11:1 – NT.

[3] Lucas 17:26 – NT.

[4] Êxodo 20:12 – NT.

[5] Na verdade a atriz Marilyn Monroe, havia falecido há pouco menos de um ano antes disto, no dia 5 de agosto de 1962 – NT.

[6] Tradução literal para o filme de Otto Preminger “The River Of No Return”, cujo título no Brasil foi “O Rio das Almas Perdidas”, filmado nas terras do Canadá em 1954 – NT.

[7] O irmão Branham associava o mancebo rico com o personagem da parábola do rico e do Lázaro (Lucas 16:20-31) – NT.

[8] O irmão Branham está chamando a atenção aqui para uma falsa doutrina das “Testemunhas de Jeová” que ensina que após a morte do corpo, os mortos estão em sono profundo e sem consciência de sua atual posição – NT.

[9] Ou seja, dizer que alguém vai para o inferno, não significa que lá viverá eternamente, mas sim que será eternamente aniquilado, uma vez que só existe uma forma de Vida Eterna, que é a que está em Jesus Cristo – NT.

[10] Vários jesuítas da Companhia de Jesus exploraram toda a região do Arizona em busca de minerais de ouro e prata nos séculos 17 e 18. Como a coroa espanhola não estava recebendo os impostos das explorações, expulsou os jesuítas que antes, ocultaram as minas e esconderijos que abrigavam as riquezas descobertas, para mais tarde reavê-las. Muitos nunca mais voltaram e tais minérios ficaram perdidos. Desde então inúmeros exploradores naquela região tem se esforçado para encontrar as minas abandonadas – NT.

[11] João 5:24 – NT.

[12] Marcos 11:23 – NT.

[13] Mateus 16:17-18 – NT.

[14] Eclesiastes 12:1 – NT.

[15] João 21:18 – NT.

segue-me

Gostou? Compartilhe na rede!
Tags

2 Comments  - Clique aqui para comentar!

  • amo este profeta desta decadente geraçao, em 1975 quase completando des anos da morte de nosso profeta eu ainda um rapazinho denominacional tive a graça de ouvir a mensagem deste profeta foi como uma luz radiante que penetrou em meu coraçao viagei 100 kilometro para ver alguem da mensagem e o desespero caiu em meu coraçao queria o espirito snto da forma como dizia o profeta e a biblia e queria me batizar como os diciplos batizaram e 6 de fevereiro 1976 fui batizado, sei que grandes lutas e provaçoes tenho passado mas a mensagem dentro do meu coraçao ou melhor o autor da mensagem que e o espirito snto, bom sei que tem surgido tantos tipos de ismo na mensagem mas sempre fiquei com que disse o profeta porque e esta mensgem que prepara para o rapto e nao mensagem de um eloquente pregador e nem nova revelaçao pois deus revelou ao profeta tudo que a noiva precisava. amem quero parabenizar pelo seu trabalho meu amado irmao joel me perdoa pastor, por divulgar na net esta mensagem do tempo do fim, abraços seu irmao erival

    Comentário feito por ERIVAL MARTINS DA COSTA — 4 de fevereiro de 2015 @ 17:56

  • Saudações amado irmão Erival, continue na batalha, o fim de nossa jornada se aproxima…só mais uns pequeninos passos e estaremos frente aos portões celestiais.
    Shalom

    Comentário feito por admin — 8 de fevereiro de 2015 @ 15:44

RSS feed for comments on this post. TrackBack URL

Leave a comment

Dados da Matéria

Dados do Autor

Doutrina da Mensagem Admin do site doutrina da mensagem » Blog do autor. » Site do autor.